O que você procura?

quarta-feira, 4 de maio de 2016

PM E FILHA DE 3 ANOS SÃO BALEADOS EM TENTATIVA DE ASSALTO NA GRANDE BH


Um militar à paisana de 31 anos e a filha, uma garotinha de apenas 3, foram baleados durante uma tentativa de assalto, na noite dessa terça-feira (3), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Covardemente, o ladrão efetuou dez disparos contra as vítimas e, durante a fuga, o comparsa dele tentou atropelar o policial.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o soldado contou que chegava em casa, no bairro Nossa Senhora do Carmo, de carro junto com a criança. Ao ir em direção ao o portão, ele foi surpreendido por bandidos que estavam em um Fiat Idea.

Armado com uma pistola 9mm, um suspeito anunciou o roubo e exigiu o carro. O militar disse ao ladrão que só queria um tempo para tirar a filha do veículo. Enquanto ele pegava a criança, o jovem começou a disparar, sendo que três tiros acertaram a perna, quadril e as nádegas do militar e um tiro o pé da menina. O policial reagiu e conseguiu balear o suspeito, que foi socorrido pelo comparsa.

Antes de fugir, o homem de 27 anos tentou passar o carro na vítima, que conseguiu escapar se jogando no chão com a filha no colo. A dupla fugiu e o militar foi para dentro de casa com a menina. Eles foram socorridos e encaminhados ao Hospital Municipal de Contagem, onde seguem internados.

No meio do caminho, o bandido deixou o comparsa baleado no mesmo hospital. O ladrão também está internado sob escolta policial. Com a ajuda do Pégasus, o criminoso foi localizado em Nova Contagem e encaminhado à 6ª Seccional.

Acidente com viatura durante perseguição

Durante a perseguição policial, quatro policiais ficaram feridos depois que a viatura em que estavam estourou o pneu dianteiro. O militar que conduzia o veículo perdeu o controle da direção e a viatura capotou. Dois PMs tiveram múltiplas fraturas.

Os outros dois tiveram ferimentos leves. Todos foram socorridos e encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII. A princípio, a equipe não corre risco de morte.
FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: