O que você procura?

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

BANDIDOS TROCAM TIROS COM A PM

idosos, roubo, fuga, perseguição, tiro, reféns, UberabaGrupo invade casa de idosos, faz moradores reféns e é preso em Uberaba

Crime aconteceu nesta manhã; houve perseguição e troca de tiros com a polícia; um dos suspeitos foi baleado; um dos bandidos conseguiu fugir

Dois homens foram presos e um adolescente apreendido após invadirem uma casa para idosos e manterem os moradores reféns, na manhã desta quinta-feira (14), em Uberaba, na região do Triângulo Mineiro. Durante a fuga dos suspeitos, houve troca de tiros com a Polícia Militar (PM) e um quarto suspeito conseguiu escapar.

A PM chegou à rua Santa Catarina, no bairro Santa Maria, a partir de uma denúncia que informava que estaria acontecendo um assalto no local. Segundo as vítimas, os suspeitos estavam armados, com rádios comunicadores na frequência da polícia e também recebiam informações por telefone.

O grupo ficou na casa por cerca de 30 minutos até que percebeu a presença policial. Os homens correram para o quintal do imóvel e pularam os muros dos fundos, saindo pela rua Rio Grande do Sul. A fuga a pé, foi vista por um militar, que iniciou perseguição.

Durante a corrida, os suspeitos teriam atirado contra os policiais, que revidaram. Um dos suspeitos foi atingido no abdômen. Os quatro foram capturados e com eles foi apreendido um revólver calibre 38 e um rádio comunicador. Ainda, foi recuperado um Gol branco que seria usado para transportar eletrodomésticos, que seriam levados do local.

O hotel possui 11 internos e a dona do local relatou ter sido agredida, com puxões de cabelo e socos pelo corpo. O grupo queria um cofre e dinheiro, segundo ela.

Os dois bandidos presos têm 22 anos cada. Um deles possui 29 passagens pela polícia e o outro 19. O adolescente apreendido não possui registro policial. Ele foi baleado e após socorrido, não corre risco de morrer. O outro menor que participou da ação e conseguiu escapar da polícia, foi identificado e já tem outras quatro passagens pela polícia.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: