O que você procura?

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

OPERAÇÃO DA PC APREENDE ARSENAL DE ARMAS E FORAGIDOS NO ALFREDO FREIRE

Trio de Patos de Minas estava escondido em Uberaba com as armas

Três jovens considerados de altíssima periculosidade que estavam foragidos da Justiça de Patos de Minas foram presos em Uberaba, durante uma operação desencadeada pela Polícia Civil, que culminou em grande apreensão de armas e munições.

De acordo com informações do chefe do 5º Departamento de Polícia Civil, delegado Heli Andrade, os civis da cidade de Patos de Minas, investigavam uma quadrilha acusada de vários crimes, naquele município, e descobriram que três foragidos estavam escondidos em Uberaba. Eles repassaram as informações para os policiais de Uberaba que montaram uma operação e foram, na manhã de ontem, em uma residência na avenida Professor Antônio Alves de Araújo, no bairro Alfredo Freire III.

Ao chegarem na casa eles abordaram os suspeitos B.P.R., 26 anos, K.V.M.E.J., 20 anos e K.P.A., 21 anos, e durante buscas na casa, os investigadores encontraram duas submetralhadores adaptadas, duas pistolas calibre 380, uma espingarda calibre 20, 260 munições calibre 9 milímetros, 50 munições calibre380, vários aparelhos celulares, maconha, além de facas e estojos para acondicionar munições.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Ewerton Evangelista da PC de Patos de Minas, os jovens era investigados, desde o ano passado, pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, tentativas de homicídios e crimes contra o patrimônio, sendo que dois ônibus de transporte coletivo foram incendiados, naquela cidade nos últimos dias, pela organização criminosa em que os acusados participam. Visto que, eles tinham mandados de prisões expedidos pela comarca, daquele município, “eles fazem parte de uma organização criminosa que pratica vários tipos de crimes e eram investigados, desde setembro do ano passado” contou Evangelista. Após serem presos o trio B., K., e K., foi levado para a delegacia e apresentado ao delegado de plantão, Hércules Cardoso, que confirmou as prisões em flagrante. Na tarde de ontem, eles foram encaminhados para o presídio Sebastião Sátiro, em Patos de Minas, onde permanecem a disposição da Justiça.

SERVIÇÃO: POLÍCIA CIVIL DE MINAS GERAIS

Resultado de imagem para SERVIÇÃO POLICIA CIVILPolícia Civil de Minas Gerais apreende drogas e objetos relacionados ao tráfico e arrecada 01 tornozeleira de monitoramento eletrônico violada.

A apreensão foi através da 4ª DPC/Barreiro, que apreendeu drogas e diversos objetos relacionados ao tráfico durante diligências investigativas no bairro Pilar.

Os investigadores depararam com três indivíduos, que ao avistarem os policiais civis empreenderam fuga por um “beco” que dava para os fundos de uma residência abandonada.

No local fora apreendido: 01 barra de maconha prensada, 01 bucha média contendo substância em pó semelhante a cocaína, 01 rolo de papel adesivo utilizado para “dolar” entorpecentes, diversos “saquinhos” para “dolagem” de drogas, 01 balança de precisão, 109 pinos vazios para acondicionar cocaína, 01 “chucho”, 01 facão e 01 óculos de proteção individual, uma bateria e tampa de telefone celular.

As investigações prosseguirão para identificação dos autores dos entorpecentes arrecadados.

Próximo ao local dos fatos os policiais também arrecadaram uma tornozeleira eletrônica que estava violada e de posse do indivíduo de nome Junior R. F. Pego de 19 anos.

Em consulta ao sistema, os policiais verificaram que o desligamento do monitoramento teria se dado em 13 de julho do ano de 2016.

Todo material arrecadado fora entregue ao titular da 4ª Delegacia para apuração.

POLÍCIA CIVIL PRENDE MANDANTES DE INCÊNDIOS A ÔNIBUS NA CAPITAL E REGIÃO METROPOLITANA

A Polícia Civil prendeu quatro pessoas e identificou mais seis suspeitosNos últimos 51 dias, ao menos 12 ônibus foram incendiados em Belo Horizonte e Região Metropolitana. Devido ao aumento desse tipo de ato criminoso, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deu início a investigações com o objetivo de identificar e prender os envolvidos. Em apresentação realizada nesta quarta-feira (22), a corporação divulgou o resultado dos trabalhos. Até agora, quatro pessoas foram presas, Gabriel Henrique do Nascimento, conhecido como “Biu”, 20 anos; Willian Moreira da Silva, o Pixadão, 26, Alisson Nascimento Oliveira, 21, e João Vítor Rezende Barbosa, 19. Também foram descobertos mais seis suspeitos – quatro estão foragidos e dois identificados. Eles são responsáveis por oito ataques – quatro em Belo Horizonte, três em Sarzedo, um em Betim e um em Mário Campos.

Durante a apresentação, o chefe-adjunto da PCMG, Raimundo Nonato, ressaltou o trabalho dos policiais. “Logo que os incêndios começaram, eu estive aqui, juntamente com o superintendente de Investigação e Polícia Judiciária (SIPJ), Luiz Flávio Cortat, e determinamos que a investigação ficasse a cargo do Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp), pois tinha plena confiança na capacidade dessa equipe. E hoje estamos aqui para apresentar os resultados e parabenizar a equipe pelo grande trabalho”, afirmou.

Luiz Flávio Cortat destacou a importância dessa operação. “O objetivo da ação é desestruturar as organizações criminosas, principalmente, bloquear os recursos financeiros e logísticos dessas quadrilhas. Foi um belo trabalho da Polícia Civil e uma grande resposta à sociedade”, disse.

O delegado Hugo Malhano, que acompanhou as investigações, falou sobre o trabalho da equipe. “A equipe se dedicou muito a esse trabalho e estou satisfeito com os encaminhamentos. Todos os policiais do Deoesp se empenharam nesse trabalho. E o resultado foi a prisão de quatro integrantes de uma quadrilha e a identificação de outros seis envolvidos, culminando com a prisão de 14 suspeitos”, disse.

O delegado Marcus Vinicius contou como foram as investigações. “Foi um trabalho de inteligência da PCMG que identificou uma quadrilha das cidades de Sarzedo e Mário Campos. Essa quadrilha age em dois braços, com dois líderes, um é o Renato Rodrigues de Oliveira, o Renatinho, que está foragido e, o outro, o Willian. A PCMG conseguiu provas materiais que podem garantir a condenação dos suspeitos, por isso esse trabalho minucioso. Eles são responsáveis por oito ônibus incendiados”, completou.

Ainda de acordo com Marcus Vinícius, a motivação para os incêndios seria uma retaliação do grupo em resposta ao homicídio do antigo líder da quadrilha, conhecido como “Leozinho”, morto no dia 1º de fevereiro.

Os presos de hoje são considerados os cabeças da organização criminosa. São pessoas que não participam efetivamente da ação, mas são os pensantes dessas atividades. A polícia apreendeu materiais utilizados para ações incendiárias, além de armas e rádio comunicadores.

Também já foram identificados outros quatro suspeitos que agiam na região do bairro Ribeiro de Abreu. Entre eles, três adolescentes e um maior. 

FONTE: HOJE EM DIA

OPERAÇÃO MICARETA PRENDE SUSPEITO DE TRÁFICO DE DROGAS EM CAMPO BELO

Operação 'Micareta' prende suspeitos de tráfico de drogas em Campo Belo (MG) (Foto: Reprodução EPTV)Ao todo, 16 homens e sete mulheres foram apresentados pela polícia.

Eles fariam parte de dois grupos que estariam agindo na cidade.

Pelo menos 23 pessoas foram presas nesta quarta-feira (22) em uma operação da Polícia Civil de combate ao tráfico de drogas em Campo Belo (MG). Dezesseis homens e sete mulheres, todos envolvidos com o tráfico, foram apresentados.

Conforme a polícia, a operação teve o objetivo de desarticular dois grandes grupos que agiam na cidade. As investigações já duravam cerca de um ano. Mais de 100 policiais atuaram no cumprimento de mandados de busca, apreensão e prisão. Um helicóptero também foi usado para suporte.

"A gente ainda pode vir a ter indícios de que elas talvez fossem envolvidas uma com a outra, mas vamos tratar, a princípio, que eram duas organizações paralelas, que as investigações amadureceram juntas e, por isso, a gente deu cumprimento aos mandados de prisão da operação ao mesmo tempo", explicou o delegado José Rubens Nogueira Neto.

Com os suspeitos, foram encontrados sete carros, que teriam sido comprados com o dinheiro do tráfico. Drogas e computadores também foram apreendidos. Todo o material foi levado para a delegacia e os suspeitos, para o presídio da cidade. As prisões são temporárias e podem ser convertidas em preventivas.

A operação recebeu o nome de "Micareta" por causa da proximidade com o carnaval. A suspeita é de que a droga seria comercializada durante a festa.

FONTE: G1

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

BANDA SINFÔNICA DO CBMMG É PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DO ESTADO
























A Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais passa a ser patrimônio histórico e cultural do Estado após projeto de lei de autoria do deputado CABO JÚLIO. 

LEI Nº 22.462, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2016.

Declara patrimônio cultural mineiro a Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte lei:

Art. 1º – Passa a denominar-se Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e fica declarada patrimônio cultural mineiro a Banda de Música do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.

Art. 2º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, aos 23 de dezembro de 2016; 228º da Inconfidência Mineira e 195º da Independência do Brasil.

FERNANDO DAMATA PIMENTEL

FONTE: DOE-MG

ORQUESTRA SINFÔNICA DA PMMG É PATRIMÔNIO CULTURAL DOS MINEIROS

A Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais passa a ser patrimônio cultural dos mineiros após projeto de lei de autoria do deputado CABO JÚLIO.

LEI Nº 22.453, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2016.

Declara patrimônio cultural mineiro a Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte lei:

Art. 1º – Fica declarada patrimônio cultural mineiro a Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais.

Art. 2º – Esta lei entra vigor na data de sua publicação.

Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, aos 23 de dezembro de 2016; 228º da Inconfidência Mineira e 195º da Independência do Brasil.

FERNANDO DAMATA PIMENTEL

FONTE: DOE-MG

POLÍCIA CIVIL PRENDE TRÊS DOS MAIORES TRAFICANTES DE MINAS GERAIS

Com os três homens, a Polícia Civil apreendeu grande quantidade de drogas e três veículos; um dos traficantes confessou que parte da droga seria vendida no carnaval

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), realizou na noite desta terça-feira, a operação “Presidente”, onde foram presos Sildicley Silva Acacio Machado de 33 anos, conhecido como “Presidente”, Jason Carlos Silva Losada de 38 anos, conhecido como “Baxada”, e Lucas Elias Ferreira da Silva, de 23 anos.

Os presos são suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em tráfico de drogas. Com os homens foram apreendidos 38 tabletes de pasta-base de cocaína, diversas porções de crack e cocaína, material para preparo e distribuição das drogas, três carros, uma máquina de contar dinheiro e uma prensa.

De acordo com as investigações da Polícia Civil (PC), que duraram ceca de três meses, Sildicley era o chefe da organização criminosa e em sua residência funcionava um laboratório para realização do preparo das drogas. O homem conhecido como “Presidente”, já tinha três mandados de prisão em aberto, sendo dois por condenação do crime de tráfico de drogas e um por prisão preventiva pelo mesmo crime. 

Ainda segundo as investigações da corporação, Lucas Elias e Jason Carlos eram responsáveis pela distribuição e compra da droga. Os dois foram presos em Belo Horizonte e Contagem, respectivamente.

O delegado João Marcos de Andrade Prata, responsável pelas investigações, afirmou que a droga vinha da Bolívia e era entregue na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. “A droga era trazida de avião e jogada nas regiões de Itaúna e Divinópolis. O avião não pousava”, destacou.

O delegado destacou também que Sidcley revelou aos policiais que comercializava cerca de 50 quilos de droga quinzenalmente; No carnaval os lucros oriundos do tráfico chegariam aos R$ 8 milhões. 

As investigações foram conduzidas pelo Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp), e ainda buscam identificar outros integrantes da quadrilha.

PM APREENDE CARGA DE CIGARRO CONTRABANDEADO E DOIS HOMENS SÃO DETIDOS NO CENTRO DE BH

A ação contou com a ajuda das imagens do Olho Vivo que flagrou a ação. Os homens serão entregues à Polícia Federal pelo crime de contrabando

A Polícia Militar (PM) apreendeu na manhã desta quarta-feira seis caixas de cigarros contrabandeados na Avenida Oiapoque, Região Central de BH, e cerca de R$ 8mil em dinheiro.

De acordo com a corporação, a apreensão foi feita após imagens do Olho Vivo flagrarem os homens entrando em um estacionamento com a carga na avenida. As câmeras ainda mostraram os dois deixando o local distribuindo os cigarros com revendedores. 

A carga, segundo os militares, corresponde a cerca de R$ 6 mil. Foram detidos também dois homens; Sterferson Oliveira Souza, de 22 anos, e Paulo Henrique da Silva Ramos, de 26. Os dois homens estão detidos na 6º Companhia e serão entregues à Polícia Federal (PF) pelo crime de contrabando.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Postagens mais antigas Página inicial