Pesquisar este blog

Carregando...

.

.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

0

QUADRILHA USAVA CARRO ADAPTADO PARA CONFRONTOS. POLICIAL MILITAR MORREU APÓS TROCA DE TIROS

Ataque a dois carros-fortes terminou com a morte de policial em Aguaí, SP. Veículo apreendido tinha buraco no vidro traseiro para utilização de armas.







Coletes e capacetes à prova de balas, carro blindado adaptado para atirar por vidro traseiro e arma com calibre ponto 50, que pode derrubar até um avião, são alguns dos indícios da alta especialização da quadrilha que tentou assaltar dois carros-fortes na quinta-feira (30), em Aguaí (SP), segundo a Polícia Civil. Um policial militar de 45 anos morreu após uma troca de tiros com os suspeitos. Um áudio divulgado pela PM mostra o pedido de socorro dos PMs para socorrer a vítima. O delegado seccional de São João da Boa Vista, Sebastião Antônio Mayriques, também vê semelhanças dos ataques com os ocorridos em Araras, em 2013, e em Itatiba, neste ano. Por enquanto, ninguém foi preso.

Segundo Mayriques, o ataque foi planejado e os suspeitos já tinham alternativas para o caso de não conseguirem levar o dinheiro. "Essa quadrilha estava com roupas camufladas, com coletes à prova de balas, capacetes, todo tipo de acessório necessário para dar segurança física. Houve um prévio planejamento dessa ação, em caso de fuga com ou sem sucesso", afirmou.

O armamento usado também chamou a atenção do delegado. "O armamento é de grosso calibre, de uso exclusivo do exército. A munição de calibre ponto 50, que tem poder de derrubar até aviões, munição de calibre 762, que acreditamos que tenha sido usada para matar o policial militar. Um armamento usado por quadrilhas de grande especialização", disse.

O carro abandonado pelos suspeitos, uma Mercedes preta, era blindado e adaptado para possíveis confrontos. "O buraco no vidro traseiro permite que o atirador tenha ampla visibilidade. Ele foi preparado para efetuar disparos por pessoa que se encontre em seu interior. Preparada para atirar contra todas as pessoas que vierem em sua direção", explicou o delegado.

O crime - A tentativa de assalto a dois carros-fortes aconteceu no km 200 da Rodovia Doutor Adhemar Pereira de Barros (SP-340), entreAguaí e Casa Branca (SP), na manhã desta quinta-feira (30).

Os veículos blindados seguiam de Campinas (SP) para Poços de Caldas (MG). Segundo a Polícia Rodoviária, pelo menos 12 suspeitos, em quatro carros, participaram da ação. Uma parte do grupo abordou um dos carros-fortes próximo ao trevo que de acesso a São João da Boa Vista.

Eles atiraram no veículo e feriram um funcionário da empresa de transporte de valores. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de São João da Boa Vista e o estado de saúde dele não foi divulgado.

Os suspeitos usaram explosivos de pedreiras para destruir o cofre. Apenas um detonou, mas o sistema de segurança bloqueou o acesso ao dinheiro e eles não conseguiram levar nada.

Troca de tiros - O motorista do segundo carro-forte voltou pela contramão e foi seguido por um veículo da quadrilha. Cerca de 2 quilômetros depois, parou na base da Polícia Rodoviária, onde os bandidos atiraram granadas e trocaram tiros com os seguranças da empresa e com o policial, que ficou ferido na região da cintura. Ele passa bem.

Enquanto isso, quatro homens com fuzis, que estavam em um carro vigiando a estrada, atiraram contra 3 viaturas da PM que foram atender a ocorrência. O cabo Alaor Branco Júnior de 45 anos foi baleado na cabeça. Ele foi levado para o Pronto-Socorro de Aguaí, mas morreu. Outros policiais foram atingidos por estilhaços de vidro, mas não se feriram com gravidade.

O helicóptero Águia da Polícia Militar auxiliou nas buscas dos suspeitos, mas eles não foram encontrados. Antes de fugir, a quadrilha ateou fogo em um dos carros. Um carro usado na ação foi abandonado na Rodovia Deputado Ciro Albuquerque (SP-225), que liga Aguaí a Pirassununga. Foram encontradas muitas munições de fuzil de grosso calibre, capazes de furar até blindados.Também havia uma marreta, um pé de cabra, facão, alicate, carregadores e R$ 250 em moedas de 5 centavos.

O Esquadrão de Bombas veio de São Paulo para detonar cinco explosivos que ainda estavam do lado do primeiro carro-forte atingido. Um quilômetro da rodovia precisou ser interditado para que pudesse ser feita a detonação.

Comoção - A morte do policial militar Alaor Branco Júnior gerou comoção nas redes sociais em Aguaí (SP). Natural de Santos (SP), o cabo estava na corporação há 24 anos e 9 meses e deixou esposa e dois filhos, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

No seu perfil no Facebook, o policial recebeu diversas homenagens de amigos e parentes. "Guerreiro, sua alegria será inesquecível, sua determinação será um legado para aqueles que ficam, a lembrança de um herói na vida de cada um de seus familiares e amigos, companheiro", dizia uma postagem.

Dezenas de perfis mudaram as fotos com mensagens de luto. Amigos também postaram fotos do policial em momentos de descontração. "Não importa se estava fardado ou à paisana, sempre foi uma ótima pessoa para lidar, muito divertido, responsável, enfim, uma pessoa marcante! Uma amizade que surgiu no primeiro contato, e onde o respeito sempre prevaleceu", afirmava outra postagem.

A SSP divulgou uma nota lamentando a morte do policial. O corpo será velado na Câmara de Vereadores de Aguaí. Na sexta-feira (31), às 9h, ele será levado em um caminhão do Corpo de Bombeiros até o Cemitério Municipal, onde será enterrado. Haverá ainda a última homenagem da corporação com as honras fúnebres. O G1 não conseguiu contato com a família do policial para comentar o assunto.
FONTE: G1
0

POLICIAL ATENDER TELEFONE DE DETIDO NÃO CONFIGURA ESCUTA ILEGAL

Se o telefone de uma pessoa presa em flagrante toca e um policial atende, não há crime de escuta telefônica ilegal, desde que o policial não tenha mentido durante a conversa. Assim, é lícito usar as informações como prova no julgamento. Esse foi o entendimento, por unanimidade, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás ao manter sentença que condenou um homem de Morrinhos (GO) a sete anos e cinco meses de prisão por tráfico de drogas, posse ilegal de munição, direção sem habilitação e desacato.

A relatora do processo, desembargadora Avelirdes Almeida de Lemos decidiu pela manutenção da prisão e negou o pedido da defesa para que o fato de o réu ser reincidente não fosse levado em conta. O homem “foi condenado pelo crime de furto e a sentença transitou em julgado em data anterior ao cometimento do fato”, apontou Avelirdes, ao determinar que isso caracteriza agravante.

A defesa pedia a anulação da sentença alegando o uso de prova ilícita por escuta telefônica sem autorização judicial. De acordo com os autos, os policiais atenderam uma ligação para o celular do homem enquanto ele estava detido. Do outro lado da linha, um usuário queria comprar drogas. Este mesmo usuário foi uma das testemunhas durante o processo. Por isso, a defesa alegou escuta ilegal por parte da policia.

Porém, a desembargadora explicou que “o ato da interceptação consiste em captar aquilo que é destinado a outrem, sem que isso seja percebido pelos interlocutores ou sendo a informação conhecida por apenas um deles”.

No caso, no entanto, a relatora avaliou que o traficante e o usuário de drogas não tiveram conversa interceptada e que não ficou comprovado nos autos que o policial tivesse “se valido de qualquer meio ardil, como por exemplo, mentir sua identidade, ao conversar com o interlocutor”. Segundo a magistrada, a ação policial foi correta “para salvaguardar o interesse público em detrimento individual à intimidade do réu”.

A defesa também pediu a desclassificação do crime de tráfico para o de consumo de entorpecentes, afastamento da reincidência, absolvição do crime de posse ilegal de munição e do delito de desacato. A magistrada, no entanto, reconheceu a materialidade dos crimes pelos laudos apresentados e autoria pelas declarações dadas pelos policiais e clientes.

O crime - Consta dos autos que os policiais militares faziam patrulhamento de rotina quando encontraram o homem — conhecido na cidade como traficante de drogas — de moto. O homem fugiu da abordagem e a polícia montou uma barreira, fazendo com que o réu batesse em uma viatura e caísse da moto. Ele tentou continuar a fuga, mas foi contido pelos policiais.

Depois da prisão, os policiais encontraram na casa do acusado sete pedras de crack, uma porção de maconha, uma munição calibre 22, R$700 e um celular. Segundo os policiais, o telefone não parava de tocar e várias pessoas solicitavam a entrega de entorpecentes. Depois de atenderem algumas ligações, foi feita a abordagem de um dos usuários, que confessou que comprava drogas do homem detido. Com informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Goiás.

Processo 201.390.853.144
FONTE: CONJUR

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

0

INSCRIÇÕES PARA SORTEIO DE VAGAS DO CTPM SERÁ ONLINE

As inscrições para o Sorteio de Vagas no Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais estarão disponíveis a partir do dia 09/11/2014. Prepare o CPF do seu filho. 

Saiba mais no link abaixo: 

1

PARABÉNS AOS NOVOS SOLDADOS DO CORPO DE BOMBEIROS DE MINAS GERAIS




Parabéns aos novos soldados do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais por mais uma conquista e vitória nessa nova etapa que se inicia na vida de cada militar. A formatura aconteceu na manhã desta quinta-feira (30/10) no Chevrolet Hall em Belo Horizonte. 

Segundo a corporação, são previstos 580 militares apenas para a Região Metropolitana de Belo Horizonte. O ingresso dos novos soldados promove um aumento de cerca de 17% no efetivo dos bombeiros, que passa a contar com 6,3 mil bombeiros.

Os militares ingressaram por concurso público realizado no final do ano passado e iniciaram o curso de formação no início deste ano. Além de Belo Horizonte, as solenidades de formatura ocorrerão nas cidades de Uberaba, Uberlândia, Governador Valadares, Varginha e Divinópolis e Montes Claros.

A formação dos bombeiros tem duração de nove meses com treinamento especializado. No currículo, aulas de atendimento pré-hospitalar (primeiros socorros), salvamentos em altura, aquático e terrestre, natação, e combate a incêndios, além de outras disciplinas.

Ao todo mais de mil novos soldados ingressaram para reforçar Corpo de Bombeiros em Minas Gerais.

0

VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS SERÁ DISCUTIDA EM AUDIÊNCIA PÚBLICA

A violência nos estádios de futebol será discutida em audiência pública no dia 10 de novembro, às 9 horas, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O requerimento, solicitado pelo Deputado CABO JULIO, foi aprovado na quarta-feira (29/10) na Comissão de Esporte, Lazer e Juventude. A reunião será realizada em conjunto com a Comissão de Segurança Pública.

''Precisamos criar mecanismos que desestimulem a violência nos estádios de futebol e fora deles. Não podemos permitir essa selvageria e, muito menos, as mortes decorrentes dos confrontos entre "torcidas", em pleno século XXI", defende o Deputado CABO JÚLIO. 

Segundo ele, o tema é recorrente e, apesar de muita coisa ter sido feita para conter a violência, parece que não estaria sendo suficiente. "É preciso trazer para a discussão, autoridades e a sociedade. É preciso por um fim em algo que acaba tirando dos estádios o verdadeiro torcedor'', concluiu o parlamentar.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

1

DEPUTADO CABO JÚLIO RECEBE VISITA DO VEREADOR CABO ZANOLA

Deputado CABO JÚLIO recebeu na manha desta quarta-feira (29/10) a visita do Vereador CABO ZANOLA, seus assessores e a presença do Major Cruz. A visita foi marcada para solicitar apoio de emendas parlamentares para a região de São João Del Rei. Além de uma demanda apresentada pelo Zanola de aumento de efetivo dos militares e novas viaturas.

Anderson Sousa, Sargento Halle Najm, Vereador Cabo Zanola, Deputado Cabo Júlio e Major Cruz
0

GOVERNO DO CEARÁ TENTA REPRIMIR PMS QUE MANIFESTARAM VOTO

Mais um caso em que policiais militares brasileiros são perseguidos por manifestarem sua opinião. Nesse caso, ocorrido no Ceará, o governo tentou punir 18 policiais militares por manifestarem o voto em candidatos nas últimas eleições. Candidatos de oposição, obviamente. (FONTE: ABORDAGEM POLICIAL)



0

MINAS PRODUZ O 1º FUZIL 100% NACIONAL PARA EQUIPAR O EXÉRCITO

Minas produz 1º fuzil 100% nacional para equipar o Exército

O primeiro fuzil 100% brasileiro foi desenvolvido e produzido em Itajubá, no Sul de Minas, pela estatal federal Indústria de Material Bélico do Brasil (Imbel) e já se encontra em testes pelo Exército e Força Aérea Brasileira (FAB). Um contrato inicial, de R$ 7,8 milhões, foi firmado entre o Ministério da Defesa e a Imbel para uma encomenda de 1.500 unidades do fuzil de assalto IA2, que substituirá o FAL. Esse primeiro lote está em uso pelas Forças Armadas em uma fase de avaliação. A previsão é a de que as encomendas futuras cheguem a 200 mil fuzis. Caso se confirme a projeção e o custo médio da arma do primeiro contrato, de R$ 5,2 mil, as receitas com a venda podem ultrapassar R$ 1 bilhão.

O montante tem potencial para aliviar o caixa da Imbel e aumentar sua capacidade de investimento. A empresa está em recuperação de sua situação financeira desde 2008, quando se tornou empresa pública dependente – recebe transferências diretas do Tesouro Nacional. O Relatório de Gestão do ano de 2013 revela que as duas unidades da Imbel em Minas Gerais (Itajubá e Juiz de Fora) não cumpriram suas metas de faturamento com vendas em virtude do reduzido número de contratos firmados.

No caso da unidade do Sul de Minas, a meta de faturamento foi fixada em R$ 55,9 milhões e as receitas atingiram R$ 39,1 milhões no ano passado, ou seja, 70% do objetivo. Na planta baseada na Zona da Mata, o faturamento previsto foi de R$ 27,9 milhões, porém entraram no caixa apenas 53% desse valor – R$ 14,7 milhões.

A assessoria de imprensa da fabricante de armamentos informou que o IA2 coloca a empresa em um “novo momento”, dada as perspectivas favoráveis em torno de sua aceitação no mercado, tanto o interno como para exportações.

Do ponto de vista tecnológico, o IA2 é considerado um marco. “Foi superado um dos grandes desafios previstos no desenvolvimento de um armamento dessa natureza: baixo peso e dimensões reduzidas, preservando-se a eficácia esperada em uma arma para emprego em combate, aspectos que bem caracterizam o fuzil de assalto IA2”, afirmou a Imbel.

O Ministério da Defesa, ao qual a Imbel é subordinada e ao mesmo tempo fornecedora, destaca ainda a maior maneabilidade do armamento e aponta seus avanços em relação ao fuzil FAL, usado anteriormente. “Houve também, no IA2, uma melhora significativa na parte ergonômica, bem como na identidade visual da arma, resultando em um fuzil extremamente balanceado e com um mínimo recuo/impacto transmitido ao atirador. Também foram realizadas melhorias no sistema de pontaria, na empunhadura, no isolamento térmico do guarda-mão”, informou.

Novo equipamento passa por teste duro

O fuzil IA2 está em análise pelo Centro de Avaliações do Exército. Ele já foi aprovado em testes empregados na avaliação de armamentos tais como: realização de tiro após imersão total; tiro em temperaturas negativas; manutenção da capacidade operacional após quedas; realização de tiro com areia nas partes móveis, e outros.

Recentemente foi concluído o Relatório Operacional da experimentação do armamento durante o ano de 2013 em diversos ambientes operacionais (selva, montanha, caatinga etc) e em operações aeroterrestres, cujas observações foram introduzidas no equipamento.

FONTE: HOJEEMDIA

terça-feira, 28 de outubro de 2014

0

DEPUTADO CABO JÚLIO RECEBE AMIGOS DE CATAGUASES

Major Levindo, Deputado CABO JÚLIO, Major Cerqueira e Agostinho José


16

DEPUTADO CABO JÚLIO COBRA DO GOVERNO DATA DO PAGAMENTO DO PRÊMIO POR PRODUTIVIDADE E DO PROMORAR




Em seu primeiro discurso após o término das eleições de outubro, o Deputado CABO JULIO cobra do Governo a data do pagamento do Prêmio por Produtividade e a liberação do dinheiro do PROMORAR. 
6

POR QUE CABO JULIO NÃO PARTICIPOU DA REUNIÃO NA UMMG ONTEM (27/10)?

Porque isso é politicagem. A maioria dos que participaram da reunião foram contra o governador e querem criar factoides. 

Porque factóides? Porque tudo está na carta compromisso do governador com a classe.

Porque a UMMG não se mobilizou quando o governo atual diminuiu a contribuição do IPSM? O governo diminui a contribuição do IPSM de 20% para 16% e todo mundo ficou caladinho. 

Ficaram calados porque lhes convinham? 

Repito, tudo que eles estão pedindo está na carta compromisso do governador com a classe.

Este pessoal deveria se mobilizar para resolver problemas de hoje com o governador atual como o pagamento do Prêmio por Produtividade e o atraso no pagamento do Promorar que está fazendo vários policiais perderem suas casas. 

E outra coisa, como representante de classe, ao lado do governador, eu despacho direto com ele.

A eleição acabou, agora é momento de trabalhar e não de querer criar dificuldades para o Governador que nem tomou posse ainda.
0

CORPAER COMEMORA DIA DO POLICIAL MILITAR AVIADOR

MG - Foto1

Em comemoração ao dia do policial militar aviador, instituído pela lei 21.427 de 18 de junho de 2014, originária do PL 4.841 de autoria do Deputado CABO JÚLIO, sendo um reconhecimento do povo de Minas aos relevantes serviços aeropoliciais prestados pela PMMG desde 1987, época da criação da unidade.

Para os festejos foi realizada em 23 de outubro de 2014, as 17hs , solenidade no Hangar do Batalhão de Radiopatrulhamento da Policia Militar de Minas Gerais, no Aeroporto Carlos Drumond de Andrade, Pampulha.

A cerimônia contou com a presença de autoridades civis e militares e teve como pauta a apresentação publica dos oficiais concursados para a realização do curso de piloto privado de helicópteros/Comandantes de operações Aéreas; entrega dos Certificados de Habilitação Técnica aos recém checados pilotos comerciais de helicóptero; Promoção de três novos comandantes de aeronaves de asas rotativas e entrega de medalhas de mérito militar graus prata e bronze aos militares da Unidade.


MG - Foto2

MG - Foto26
2

SUPOSTA FRAUDE EM CONCURSO PARA MÉDICO É APURADA NA PMMG

C-CHá indícios de irregularidades no concurso para cirurgião geral de hospital

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) investiga uma suspeita de fraude no concurso para oficiais que vão atuar na área de saúde da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). Há indícios de que profissionais que já atuaram no Hospital Militar de Belo Horizonte como terceirizados tenham sido favorecidos com acesso às questões da prova teórica antes dos exames.

Segundo a denúncia apresentada ao MPMG, a irregularidade teria ocorrido nas vagas destinadas ao cargo de cirurgião geral e envolveriam os três primeiros colocados. Esses candidatos tiveram a mesma nota na prova teórica: 92,5 de um total de cem pontos. Não bastasse a coincidência de terem exatamente a mesma nota, os três já trabalharam no Hospital Militar da capital, sendo que dois deles são marido e mulher e o terceiro é um amigo do casal.

Outro ponto que chama a atenção na denúncia é a diferença no desempenho entre os três concorrentes que ficaram empatados com os demais candidatos. A nota mais alta abaixo deles foi de 72,5, ou seja, vinte pontos a menos. A denúncia informa que os três só alcançaram essa nota porque quem teria elaborado as questões seriam os cirurgiões do próprio Hospital Militar. Como eles já fizeram parte do corpo de médicos da unidade como terceirizados, o documento sugere que os três teriam recebido as questões dos colegas antes das provas.

Diante desses indícios, o promotor de Defesa do Patrimônio Público João Medeiros abriu inquérito para averiguar as supostas irregularidades. Ele informou que a investigação está em fase inicial e que já solicitou esclarecimento à Polícia Militar. A PMMG informou que não há nenhuma irregularidade no concurso, com previsão de nove vagas para cirurgião geral. Porém, a corporação não confirmou nem desmentiu se são os próprios cirurgiões do Hospital Militar que elaboraram as provas.

Vagas - Concurso. Ao todo, foram 115 vagas para o quadro de médicos da PMMG. Desse total, nove são para o cargo de cirurgião geral, que teve 126 inscritos. A previsão da posse é para o fim deste ano.

FONTE: O TEMPO
0

TRIO INVADE CASA DE POLICIAL, FAZ FAMÍLIA REFÉM E ALGEMA MILITAR EM PAPAGAIOS

Entre as vítimas estava o filho do sargento, de 5 anos; bandidos fugiram com sete fardas, arma, munições e colete balístico

A Polícia Militar de Papagaios, na região Central do Estado, está à procura de três homens que invadiram a casa de um policial na noite dessa segunda-feira (27). O 3º sargento, a mulher e o filho de apenas 5 anos foram feitos reféns. Antes de ir embora, o trio algemou o militar.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a vítima de 42 anos contou que estava guardando os dois carros, um Honda Civic e uma Saveiro, em casa, no bairro Vasco Lopes, quando os assaltantes, dois deles armados, chegaram em outra Saveiro e anunciaram o roubo.

Eles levaram o policial para dentro do imóvel e renderam a companheira e o filho dele. Os criminosos pegaram cheques, objetos e documentos pessoais. Na ação, eles pediram o dinheiro que estaria em um suposto cofre.

Porém, quando abriram o guarda-roupa, os criminosos viram as fardas e descobriram que o dono da residência era policial. Os homens roubaram sete jogos de farda, um coturno, uma pistola e 30 munições de calibre 380 e um colete balístico. Os suspeitos também perguntaram ao sargento qual era a frequência da polícia na cidade, mas ele afirmou desconhecer.

Ante de sair, o trio exigiu que o sargento tirasse a aliança de ouro, e ameaçou cortar o dedo da vítima caso a joia não fosse entregue. O militar tirou a aliança com a ajuda de um detergente. Ainda conforme relato dele, os ladrões tinham a intenção de levá-lo durante a fuga e abandoná-lo em Belo Horizonte. No entanto, por motivo não esclarecido, eles mudaram de ideia.

Antes da fuga, o policial foi algemado, sua companheira amarrada e a criança deixada em cima de uma cama. Ninguém ficou ferido.

Nesta terça-feira (27), um carro com as mesmas características do veículo utilizado pelos bandidos foi visto em Sete Lagoas, também na região Central, porém, ninguém foi preso.

FONTE: O TEMPO
0

TREINAMENTO: NOVOS POLICIAIS MILITARES TOMAM CONTA DO CENTRO DE BH


O Centro de Belo Horizonte está mais vigiado esta semana. Como parte de treinamento, cerca de 500 novos integrantes da Polícia Militar, que participam do Curso de Formação de Soldados e vão atuar em todo o estado, começaram a circular ontem por ruas da área central. Antes, eles receberam instruções do subcomandante do 1º BPM, major Gedir Rocha, no Cine Theatro Brasil, na Praça Sete. Os soldados vão andar em dupla, fazendo ronda a pé no hipercentro e em outros bairros. No total, quase 2 mil PMs se formarão em 14 de novembro.

FONTE: UAI
 

BLOG OFICIAL DO CABO JÚLIO Copyright © 2011 - |- Template created by O Pregador - |- Powered by Blogger Templates