O que você procura?

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

SUSPEITO DE DISPARO CONTRA PM É PRESO

Velório foi acompanhado por dezenas de oficiais O soldado da Polícia Militar Edwilson de Souza Ramos, morto a tiros em Tocantins, foi enterrado no Cemitério Municipal, em Juiz de Fora, na manhã desta quinta-feira (14). Também nesta manhã, foi preso o principal suspeito de ter efetuado os disparos contra o policial. O jovem de 21 anos foi localizado em cima de uma árvore no Barro Branco, na Zona Rural de Tocantins. As buscas por outro suspeito continuam. As informações são da assessoria da 4ª Região da PM.

Durante o velório, além de amigos e familiares, dezenas de oficiais, comandantes e colegas de trabalho estiveram presentes para prestar as últimas homenagens ao soldado. Ele pertencia ao 21º Batalhão da PM (Ubá) e trabalhava no destacamento de Tocantins.

Na noite desta quarta (13), a polícia já havia prendido um homem suspeito de envolvimento com o crime, ocorrido na noite da última terça (12), quando Edwilson fazia um patrulhamento. Um jovem de 23 anos, que teria cedido a moto e as armas utilizadas no crime, uma de calibre 38 e outra de calibre 32, foi preso em Tocantins e encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil.

Na noite do crime, o soldado recebeu informações de que dois suspeitos estariam em uma motocicleta realizando manobras perigosas no centro da cidade. Ao chegar no local, ele foi alvejado por tiros na face e no pescoço. O militar chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Edwilson tinha 35 anos, era casado e deixou dois filhos. Ele estava há seis anos na corporação.

Após o enterro, os militares saíram em carreata pelas ruas da cidade em direção ao 2º Batalhão da Polícia Miliar, no Bairro Santa Terezinha, na Zona Nordeste.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: