O que você procura?

terça-feira, 2 de setembro de 2014

DELEGADOS MARCAM MANIFESTAÇÃO EM HOMENAGEM À INVESTIGADORA MORTA EM BH

investigadora morre baleada no nova suíssa

Está marcada para esta quinta-feira (4) uma manifestação dos delegados civis da região Metropolitana de Belo Horizonte. O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindepominas) confirmou a informação, mas não deu detalhes sobre como será o protesto. O sindicato apenas informou que a manifestação será pacífica e que ocorrerá das 14h às 16h, na Grande BH, em homenagem à investigadora de Polícia Civil, Maria Regina de Almeida, morta nesta segunda-feira (1º), durante um assalto, no bairro Nova Suíça, região Oeste de Belo Horizonte. 

Maria Regina foi baleada enquanto estava em um veículo Hyundai HB20, na rua Monte Simplon, altura do número 720. Ela foi abordada por dois homens que estavam em uma moto. Conforme a Polícia Civil, os dois bandidos atiraram três vezes em direção à investidora. Após os disparos, um dos suspeitos fugiu no veículo roubado e o outro na moto usada no assalto.

A policial foi socorrida em estado grave e encaminhada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Oeste. No entanto, ela não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois de dar entrada na unidade de saúde.

Intenso rastreamento foi montado pela Polícia Civil na região e o carro da investigadora foi localizado, abandonado, em uma rua da Favela da Ventosa. Contudo, nenhum suspeito foi localizado e preso.

Outro caso

Em menos de 24 horas dois investigadores da Polícia Civil foram baleados. O segundo foi o subinspetor Paulo César Oliveira Mendes, de 47 anos, da equipe de investigadores da Delegacia Especializada de Homicídio Noroeste. Ele foi baleado no rosto, nesta segunda-feira (1º), durante uma troca de tiros no bairro Tijuca, localizado no limite entre as cidades de Contagem e Belo Horizonte.

Conforme a Polícia Civil (PC), uma equipe da Delegacia estava em operação no bairro Tijuca, quando foi recebida por tiros. Além do subinspetor, um suspeito foi atingido. O suspeito é Peterson Mateus Silva Bastos, de 19 anos, que estava com mandado em aberto por ter sido acusado pelo homicídio de Iago Ribeiro dos Santos, morto em 2013. 

Segundo Polícia Civil, Peterson tem duas tatuagens no corpo. Uma delas fica na sobrancelha e é uma referência ao artigo 121 do Código Penal, que discorre sobre homicídio. A outra é uma tatuagem de palhaço, possivelmente, uma alusão a matadores de policiais. 

Além de Peterson, Wagner Junio Pereira Batista, de 20 anos, é suspeito de ter feitos disparos contra os policiais. A dupla será autuada por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas. Durante a operação, também foi apreendido um revólver calibre 38 e um tablete de crack. 

Segundo a PC, o subinspetor foi levado para o Hospital João XXIII e o estado de saúde dele é estável. Peterson foi atingido no pescoço e no braço e não há informações sobre o estado de saúde dele.

FONTE: HOJEEMDIA

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: