O que você procura?

sexta-feira, 6 de março de 2015

COMANDO EM JUIZ DE FORA APRONTA - DE NOVO!


O Deputado Estadual CABO JULIO recebeu nova denúncia de ilegalidade e arbitrariedade cometida em Juiz de Fora pelo comando contra militares da 136ª Cia do 2º BPM. 

O Comandante da companhia determinou através de "recomendação" que todos os militares sob seu comando que entreguem na unidade a cópia de sua Carteira Nacional de Habilitação e cópia também do CRLV de seus veículos particulares na sala da P1-P4 até o dia 10 de março de 2015. 

''Em primeiro lugar, sabemos que, na Polícia Militar os militares que não cumprirem esta suposta recomendação, são punidos, uma vez que, ela estabelece local e prazo para o seu cumprimento. Depois, qual a legalidade do Comando determinar que a documentação de um bem PARTICULAR seja arquivado no quartel? Se o militar for adentrar no interior do quartel, pode sim, a administração exigir através de fiscalização a CNH e CRLV do veículo do militar, mas todos? Ainda que sejam os veículos que não adentram na unidade? Está anexo cópia da recomendação. Vamos convocar o Comandante da Companhia para dar explicações na Assembléia Legislativa. Se os militares cometem ilegalidades são punidos, e se a administração comete a mesma ilegalidade, o que acontece?", disse CABO JÚLIO


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

Anônimo disse...

Não aguentamos mais tamanha falta de respeito conosco. Em 2013 o pelotao de bicas pertencente a esta cia e comandada por este sr. teve 3 militares internados no hospital psiquiatrico Ana Nery apos surtarem devido a grande pressao sobre nos. Este mesmo sr. ordena que o policial de destacamento que trabalha sozinho fique com as portas do quartel aberta durante toda a madrugada alem de fazer seguranca em frente aos bancos. Antes da lei da carga horaria trabalhavamos mais de 80 horas semanais sem direito a folga ou reposicao. Mudancas constantes na escala a bel prazer somente para atrapalhar o militar. Pessimo ambiente de trabalho onde ameacas, desconsideracoes, falta de humanismo imperam. Este sr. Ainda se acha capacitado para julgar as baixas medicas dos militares, usando isso como criterio de nota para aadp. Socorro cb julio, a tropa ja nao aguenta mais.

Anônimo disse...

Parabéns aos milicianos que tiveram coragem de denunciar essa arbitrariedade.Esse comandante não deve ter estudado os artigos 11, 12 e 13 do CEDM.Se esse comandante quer criar uma lei, ele deve se candidatar a Deputado e propor uma lei com tal teor. Os militares não podem deixar que isso aconteça quando se tem um representante que lutou por nós como o Deputado Cabo Júlio. Esse "Comandante" deveria se espelhar no Cabo Julio. Acabou a ditadura!!!!