O que você procura?

sexta-feira, 8 de maio de 2015

DEPUTADO CABO JÚLIO PARTICIPA DO 1° SEMINARIO DE DEBATES SOBRE A LEI ORGÂNICA DA SEDS


Aconteceu nessa quinta-feira (07/05) o primeiro seminário de debates sobre a formulação da nova Lei Orgânica da Secretaria de Defesa Social (Seds), que será enviada, em breve, à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O seminário, realizado pela Associação dos Praças do Nordeste Mineiro - APNM, aconteceu na 8ª Região de Segurança Pública (RISP) em Governador Valadares e contou com a participação, para o debate, do Deputado CABO JÚLIO, vice-líder do Governo na ALMG, dos Agentes Administrativos, Agentes Sócio-Educativos, Agentes Prisionais, coordenadores e diretores.

Pontos em destaque das propostas:

1 - Plano de carreira - Agente I, Agente II, Agente III, Agente Classe Especial.
2 - Promoção a cada 8 anos semelhante a PM e a PC.
3 - O cargo de diretor passa a ser cargo de Estado e não de governo, com acesso por concurso publico interno. Todo agente com mais de 10 anos, com curso superior nas disciplinas elencadas na LEP podem concorrer ao cargo.
4 - Com isso a nomeação dar-se-a por mérito e não por indicação politica interna ou externa.
5 - Plano de carreira - Diretor I, Diretor II, Diretor III, Diretor Nível Especial.
6 - Paridade nos vencimentos de ativos e inativos para todos os fins.
7 - Unidades socioeducaticas só poderão nos mesmos moldes serem dirigidas por agentes socioeducativos de carreira.
8 - Cargos de chefia de Agentes administrativos só podem ser ocupados por Agentes Administrativos de carreira.
9 - Interpretação extensiva do Estatuto do Desarmamento para concessão de porte de arma funcional aos Agentes Socioeducativo.
10 - Nomeação na data do inicio do curso de formação onde o aspirante ja ingressa para a escola de formação com vinculo com o Estado.
11 - Aposentadoria aos 30 anos no mesmo modelo da PM e PC com promoção ao nível seguinte.
12 - Um capitulo para tratar somente dos A.A, outro para os ASP e outro para ASE.
13 - Curso de formação de 100 dias em que o agente conclua com sua identidade funcional e TCAF.

''Faremos outras reuniões nas sedes das demais RISP para buscar sugestões'', disse CABO JÚLIO.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

Andreia Cristina Dias Amaral disse...

quem trabalha nos presidios na area da saude como fica a situação deles?

Andreia Cristina Dias Amaral disse...

quem trabalha nos presidios na area da saude como fica a situação deles?

Anônimo disse...

BOA NOITE POR FAVOR INCLUA A NECESSIDADE DE ENSINO SUPERIOR PARA INGRESSAR NA CARREIRA DE AGENTE PENITENCIÁRIO NOS MESMOS MOLDES DA PC E PM, OBRIGADO E UM ABRAÇO A TODOS.

Anônimo disse...

cb julio não deixa de olhar para os contratados

Roberto Mauro disse...

Gostaria de sugerir que fossemos inserido no contexto da segurança pública e que fosse acrescentado o poder de policia aos agentes prisionais,não até agora quase ninguém levantar essa bandeira,nossa profissão está arrasada frente o crime organizado,se não conseguir mos que se inclua o poder de policia em nossa classe,teremos dificuldades em exercer nossa profissão em um curto período de tempo,os bandidos estão cada vez mais organizados e conhecedores dos seus direitos,precisamos nos organizar também nesse quesito.

Roberto Mauro disse...

Gostaria de sugerir que fossemos inserido no contexto da segurança pública e que fosse acrescentado o poder de policia aos agentes prisionais,não até agora quase ninguém levantar essa bandeira,nossa profissão está arrasada frente o crime organizado,se não conseguir mos que se inclua o poder de policia em nossa classe,teremos dificuldades em exercer nossa profissão em um curto período de tempo,os bandidos estão cada vez mais organizados e conhecedores dos seus direitos,precisamos nos organizar também nesse quesito.