O que você procura?

quarta-feira, 6 de maio de 2015

FFO APROVA PROJETO DE LEI Nº 484/2015 DO DEPUTADO CABO JÚLIO QUE PREVÊ MUDANÇAS NO PROMORAR

A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou na manhã desta quarta-feira (06/05) projeto de lei Nº 484/2015 do Deputado Estadual CABO JÚLIO que propõe mudanças no PROMORAR.

A primeira alteração do projeto é que o Fundo financiará exclusivamente a aquisição de imóvel novo ou usado e a construção em imóvel próprio, para aqueles que não sejam proprietários de outros imóveis, nem possuam outra forma de financiamento. 

Para CABO JÚLIO não justifica financiar a compra de uma segunda casa se há vários militares sem casa para morar. 

"É um absurdo um militar concorrer ao sorteio do promorar se ele já tem um imóvel. Enquanto isso temos muitos colegas enfrentando grande dificuldades morando em lugares de risco. Por isso proponho essa mudança, é uma forma de dar injustiça ao militares", afirma CABO JÚLIO.

A MATÉRIA SEGUE PARA PLENÁRIO

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

8 comentários:

Anônimo disse...

Quem tem somente o terreno poderá participar para que seja financiada a construção de uma casa nesse terreno?

Anônimo disse...

Quem tem somente o terreno poderá participar para que seja financiada a construção de uma casa nesse terreno? Preciso da resposta "UU".

Anônimo disse...

TEM QUE HAVER MODIFICAÇÕES TAMBEM EM RELAÇÃO A QUEM É CASADO E TEM FILHOS DE QUEM É SOLTEIRO E MORA COM OS PAIS E NÃO TEM SEQUER UM PASSARINHO PRA CUIDAR, MUITAS VEZES UM MILITAR DE MAIS DE 30 ANOS DE IDADE COM ESPOSA E FILHOS PAGANDO ALUGUEL, CONCORRE COM UM MILITAR DE 20 ANOS QUE MORA COM OS PAIS, NÃO TEM COMO CONCORRER EM PÉ DE IGUALDADE, PENSE NESTE CRITERIO TAMBEM SENHOR DEPUTADO.

Anônimo disse...

Esse projeto introduz uma mudança significativa no processo de candidatura ao Promorar, mas ainda precisamos rever alguns critérios de sorteio e estabelecer prioridades. As prioridades têm que ser estabelecidas em grau de prioridade para os militares em situação de vulnerabilidade social, nº de dependentes e tempo de serviço, para evitarmos que militares recém formados, sem dependentes, solteiros e que nem sabemos se ficarão ou não quadros da PM concorram com militares em situações contrárias, e que já possuem carreiras consolidadas na corporação e que não deixarão suas fileiras. Ninguém é culpado da situação social do outro, mas não devemos esquecer o espírito do programa que é atender ao militar em situação de vulnerabilidade. (henrique-adv-pm@hotmail.com)

Anônimo disse...

Na minha opinião, tem que dar condições de comprar lote também. Muitos lotes de 120m hoje estão mais caros que apartamento.

Anônimo disse...

senhor deputado gosataria de sugerir também a compra do imóvel para quem tem nome no spc tendo em vista que algumas restrições são mais demoradas para serem retiradas,ja os descontos são feitos no contra cheque a exemplo do que e feito com os descontos consignados.

Sgt Carlos disse...

Todas as mudanças que querem são válidas e importante, mas acho também quem tiver um terreno poderia concorrer para construção do imóvel. E alguém sabe quando poderemos se inscrever, que demora hein na caixa tá difícil financiar...

Anônimo disse...

sr deputado gostaria de sugerir que fosse também feito um estudo para se financiar imóvel pelo promorar a quem tenha restrições,a titulo do que se faz com os empréstimos consignados,ja que os descontos das prestações serão direto no contra cheque do militar.algumas restrições são mais demoradas de serem retiradas,as vezes devido a dificuldade financeira do pm.