O que você procura?

sexta-feira, 17 de julho de 2015

MILITARES RETOMAM TESTE DE TIRO NO MÊS QUE VEM

TreinamentoEstoque de balas é baixo, mostra ofício publicado por O TEMPO nesta quinta

Serão retomadas a partir de agosto as provas de tiro da Polícia Militar (PM) de Minas Gerais, aplicadas em todos os policiais a cada dois anos. Elas foram suspensas pela corporação devido à falta de funcionários para fabricar munição recarregada – usada em treinamentos e testes da corporação –, após a revogação do contrato com a antiga empresa que fornecia profissionais para atuar na fabricação das balas usadas nas atividades. Um novo contrato foi elaborado, e os estoques estão sendo repostos.

Reportagem publicada por O TEMPO nesta quarta traz ofício obtido com exclusividade em que a corporação recomendava a contenção no uso de munição devido aos “estoques críticos” – o documento é de segunda-feira. A PM esclareceu nesta quinta que houve erro no documento expedido pelo chefe do Estado-Maior aos coronéis. Segundo o chefe da sala de imprensa, major Gilmar Luciano, a produção das munições recarregadas foi retomada, e a recomendação é de contingenciamento apenas nas competições internas e festividades.

Diferentemente do que consta no documento, a PM explicou nesta quinta que o contrato encerrado não se tratava do fornecimento das balas, mas, sim, de efetivo para a fabricação das munições, produzidas no parque bélico da corporação. “Para atender o cronograma dos treinamentos, a polícia precisa recorrer a essas contratações de capital humano. Quando houve o rompimento do contrato, faltou mão de obra. Se eu tinha 50 pessoas na linha de produção, entre militares e civis, fiquei com déficit de ao menos 20 trabalhadores. Tivemos que remarcar as provas”, afirma Luciano.

Cronograma. Ainda de acordo com major, os policiais militares que não puderam marcar os testes de tiro no primeiro semestre deste ano terão treinamentos e provas agendados para o segundo semestre – a promessa é entre agosto e outubro. “Eles já passaram pelas outras etapas dos testes e farão os exames em agosto, setembro e outubro”, afirmou.

A assinatura do contrato com a nova empresa, em 30 de abril, possibilitou a contratação de dez pessoas. Nesta quinta houve o pedido de mais uma contratação, de uma pessoa.

A assessoria de imprensa da PM não informou o estoque de munições recarregadas sob o argumento de que o dado não pode ser divulgado por questões de segurança.

Importância

Rotineiro. Professor da UNA e especialista em segurança pública, Jorge Tassi aponta a importância dessa periodicidade nos testes. Segundo ele, o policial treinado tem mais confiança para trabalhar.

Saiba mais

Avaliação. A cada dois anos, os policiais passam por um teste, com avaliação física, exames médicos, psicológicos, de defesa pessoal e de tiro – os testes são pulverizados durante o ano para que todos participem. Há também o treinamento básico, que acontece nos batalhões, e a prova de tiro, que é concentrada na Academia da PM, na capital.

Tiros. Segundo major Gilmar Luciano, um policial altamente graduado e com experiência usa anualmente de 20 a 30 balas em seu treinamento. Ele informou que os policiais que estão começando a carreira usam um número maior, o que depende do módulo de tiro em que ele se encontra. São 20 módulos no total.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: