O que você procura?

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

ALMG HOMENAGEIA POLICIAIS MILITARES E AGENTES PENITENCIÁRIOS

A prisão de um falso agente penitenciário e a apreensão de mais de seis toneladas de maconha motivaram duas homenagens aos agentes de segurança envolvidos nas ocorrências, na Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, na manhã desta quarta-feira (14/10).

Na primeira ocorrência, os agentes de segurança prisionais e os oito policiais militares lotados no 1º Pelotão Rotam, receberam voto de congratulações pela prisão de um homem que se passava por agente penitenciário em Juiz de Fora, preso portando falsa identidade da Secretaria de Defesa Social (Seds), equipamentos e uniforme do Sistema Prisional, no dia 18 de julho. Ele publicava as fotos nas redes sociais.

O agente penitenciário Pedro Luciano de Souza, há 12 anos na profissão, agradeceu a homenagem e parabenizou o Deputado CABO JÚLIO pela importante atuação no Sistema Prisional. Ele lembrou que, antes, eram vistos como carcereiros e, hoje, são vistos como agentes de segurança prisional. Pedro reportou ao CABO JÚLIO a necessidade da terceirização da frota em razão do desgaste dos veículos. 

CABO JÚLIO disse que está nos planos do governo a terceirização a partir de 2016. Para ele, é mais fácil fazer isso do que, muitas vezes, deslocar por 200 quilômetros uma viatura para consertar. "Há viaturas paradas por causa de um cabo de embreagem. A burocracia estatal é muito grande", disse. O Deputado lembrou ainda da importância do trabalho dele no Sistema ao interferir pela reabertura da unidade prisional de Bicas quando em conversa com autoridades do Executivo e do Judiciário da região. 

''Nossa missão era remodelar a relação do Estado com o Sistema Prisional, porque os agentes eram considerados os primos pobres'', lembrou CABO JULIO. O Governo pretende criar um nova secretaria do sistema para fortalecer e valorizar a categoria.

A importância da integração entre a Polícia Militar com a inteligência do Sistema Prisional foi unânime entre os agentes de segurança presentes. Ele acreditam que a troca de diálogo foi decisiva para o sucesso da operação. Major Robson Garrido de Paula, comandante do 1º Pelotão Rotam da 4ª Companhia de Missões Especias em Juiz de Fora, disse que essa sinergia entre as polícias foi responsável pelo êxito da missão. "Só quem ganha é a sociedade", afirmou. O comandante lembrou ainda que é inédito a presença de militares na ALMG para receber uma homenagem. "Isso faz história", declarou.

Na segunda ocorrência, oito policiais militares receberam a moção pela apreensão de 6,5 toneladas de maconha e pela prisão de quatro homens no povoado Córrego do Barro Branco, em Pará de Minas no dia 21 de julho. Foi necessário acionar um caminhão guincho para transportar a droga. CABO JÚLIO parabenizou aos militares pela importante apreensão e por terem retirado bandidos de circulação.


''Em nome da Assembleia, o nosso muito obrigado aos policiais militares de Pará de Minas e de Juiz de Fora e aos agentes penitenciários pelo compromisso com o trabalho e com a sociedade'', declarou CABO JÚLIO.


Ocorrência que resultou na prisão de um falso agente penitenciário



  


Ocorrência que resultou na apreensão de seis toneladas de drogas







Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

Anônimo disse...

Cronograma já

http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR84634

Anônimo disse...

Dia 20,TODOS na manifestação.Assinem a petição!Juntos,com certeza somos mais fortes!!!!!!