O que você procura?

terça-feira, 10 de novembro de 2015

SUSPEITOS DISPARAM CONTRA PM APÓS PERSEGUIÇÃO EM JUIZ DE FORA

Esse é o segundo caso registrado em três dias; na sexta policial ficou ferido.

Nesta segunda(9), dupla em moto atirou contra militares, que revidaram.

Três dias após um policial militar e outras duas pessoas terem sido atingidas por disparos de arma de fogo, no Bairro São Benedito, em Juiz de Fora, uma nova troca de tiros foi registrada nesta segunda-feira (9), desta vez no Bairro Filgueiras.

De acordo com as informações preliminares da Polícia Militar (PM), policiais em uma viatura avistaram uma motocicleta com duas pessoas em atitude suspeita. Ao perceber que estavam sendo seguidos, os dois suspeitos entraram em uma via que dá acesso ao Bairro Filgueiras e caíram em uma curva.

Na queda, o condutor da moto deixou escapar uma arma de fogo. Ele não obedeceu à ordem de parada da PM, pegou a arma novamente e atirou contra os policiais, que revidaram e também dispararam.

O autor dos disparos e seu comparsa conseguiram fugir com a motocicleta e ultrapassaram um caminhão, impedindo que a viatura da PM continuasse a perseguição. O autor foi identificado, mas continua foragido. A PM faz rastreamento pelo local.

O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação organizacional da PM, mas não teve retorno.

Ocorrência semelhante aconteceu na sexta (6)
O caso desta segunda foi semelhante ao da última sexta-feira (6), quando um policial militar, um homem de 30 anos e um adolescente, de 13, ficaram feridos após troca de tiros entre dois jovens em uma moto e policiais, no Bairro São Benedito. Um dos suspeitos foi preso e outro está foragido.

Segundo a PM, dois jovens que seriam ligados ao tráfico no Bairro Santa Cândida passaram em uma motocicleta e, ao se depararem com uma viatura, atiraram. Os militares revidaram e, no confronto, um policial foi atingido na panturrilha e um homem e um adolescente, que passavam pelo local, foram feridos de raspão.

As vítimas foram levadas para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) e para o Hospital Monte Sinai. Eles foram medicados e liberados ainda na manhã do sábado (7).

FONTE: G1
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: