O que você procura?

terça-feira, 1 de março de 2016

GAROTO TEM CARTA ATENDIDA E REALIZA SONHO DE "SER BOMBEIRO" EM BH

Peterson, de 7 anos, ganhou uma farda feita nos moldes da oficial. 
'Muita felicidade', disse ao ser recebido por pilotos em hangar na Pampulha.


Peterson Constancia Alves, de 7 anos, sonha em ser bombeiro e vive dia de 'piloto' em MG (Foto: Flávia Cristini/G1)
Com farda, Peterson Alves se assenta na cadeira de copiloto (Foto: Flávia Cristini/G1)
“Não quero festa, eu quero realizar o meu sonho de ser um aviador do Corpo de Bombeiro. Por isso eu estou estudando muito”, é o que diz uma cartinha escrita pelo garoto Peterson Alves, de 7 anos, morador de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Lápis, papel e uma letra redondinha revelaram “o sonho de conhecer os heróis que voam”, como contou o piloto major Farley Rocha.

Postada pela família, a carta foi recebida pelos bombeiros e o pedido foi atendido nesta terça-feira (1º). Peterson conheceu o Batalhão de Operações Aéreas, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. De lá partem, diariamente, as aeronaves empenhadas em salvamentos, como a usada no desastre de Mariana, na Região Central de Minas Gerais. O helicóptero dos bombeiros sobrevoou áreas afetadas pelo rompimento da barragem de Fundão, resgatando pessoas ilhadas e levando suprimentos, após a tragédia de 5 de novembro.

“Muita felicidade”, disse ao chegar no hangar, depois de observar as aeronaves e ser recebido por pilotos. Perguntado sobre como surgiu o desejo de ser um deles, Peterson respondeu que já viu bombeiros “salvando vidas”. De acordo com a mãe, Vanessa Alves Ferreira, 29 anos, ele manifesta o encantamento pela profissão desde que começou a falar. Ela apoia e demostra orgulho. “Profissão linda e gratificante. Eu acredito no sonho dele”, disse.

Para “viver” um dia de bombeiros, o pequeno aspirante a "avoador" ganhou uma farda infantil, feita pela mesma profissional que costura os uniformes oficiais. “É um presente para ele”, disse uma militar que acompanhou a visita. Peterson completou 7 anos no dia último dia 23. A intenção foi apresentar o terminal aéreo e explicar na linguagem dele como é o dia a dia de um bombeiro piloto. Dentro de uma das aeronaves, Peterson ouviu atentamente a comunicação em tempo real que é feita com a torre de controle.

“A maior parte dos nossos atendimentos, geralmente, é o pior dia da vida de alguém. É o dia em ela se envolveu em um acidente ou aconteceu algum problema. É quando a gente faz a nossa obrigação num momento ruim. E hoje receber uma criança que gosta do Corpo de Bombeiro porque vê na televisão, porque passa na frente do quartel e vê os carros, é muito bom”, disse o capitão Thiago Miranda. “Pra gente é uma satisfação muito grande. Renova este espírito de ser bombeiro. É muito bom incentivar positivamente uma criança”, completa.

A manhã foi encerrada com palmas e ao som de "Parabéns para você". Além de inspirações, Peterson voltou para casa carregando um helicóptero de brinquedo, que ganhou de presente.

Peterson Constancia Alves, de 7 anos, sonha em ser bombeiro e vive dia de 'piloto' em MG  (Foto: Flávia Cristini/G1)
Peterson Constancia Alves, de 7 anos, sonha em ser bombeiro e vive dia de 'piloto' em MG  (Foto: Flávia Cristini/G1)
Peterson Constancia Alves, de 7 anos, sonha em ser bombeiro e vive dia de 'piloto' em MG (Foto: Flávia Cristini/G1)
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: