O que você procura?

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

BH 119 ANOS - BATALHÕES INSTALADOS NA CAPITAL GARANTEM PROTEÇÃO AOS BELORIZONTINOS

Formatura do Projeto Bombeiros Mirim title=Belo Horizonte completa nesta segunda (12/12) seus 119 anos. A terceira capital do país considerada uma das melhores cidades para se viver abriga uma população, segundo o último Censo do IBGE, de mais de 2 milhões e meio de habitantes. População à qual cabe ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) a proteção à vida, bens e também ao meio ambiente.

A cidade conta com quatro batalhões de Bombeiros, dois deles, especializados. O primeiro, 1º Batalhão de Bombeiros Militar (1º BBM), localizado na rua Piauí, região Centro-Sul, possui subordinado a ele pelotões na avenida do Contorno e nos bairros Saudade (região leste), Santa Lúcia (centro-sul) e Padre Eustáquio (região noroeste). Além de Belo Horizonte, o 1º BBM é responsável por dois pelotões nas cidades de Ouro Preto e Ponte Nova.

altJá o 3º Batalhão de Bombeiros (3º BBM), tem sede na Avenida Antônio Carlos um dos grandes corredores viários da cidade. O “Guardião da Pampulha” como é conhecido o batalhão responde ainda pelos atendimentos na BR 381 que liga Minas Gerais a São Paulo e ao Espírito Santo e que registra um dos mais altos índices de acidentes automobilístico do Estado. Além de um pelotão no bairro Caiçara, o 3º BBM também responde pelos Pelotões nas cidades de Sabará, Vespasiano e Nova União. Somando o contingente do 2º Batalhão que atende à região de Contagem, a região metropolitana de Belo Horizonte conta com cerca de 900 bombeiros.

altA capital conta também com dois batalhões especializados que dão suporte às outras Unidades em ocorrências mais específicas. Um deles, o Batalhão de Operações Aéreas (BOA), opera os dois helicópteros Arcanjo, um modelo Esquilo e um modelo EC-145. O Esquilo é multimissão, ou seja, atuam em combates a incêndios florestais, fazem transporte aeromédico e realizam ações de defesa civil, por exemplo. O BOA também opera o EC-145, um moderno helicóptero biturbina adaptada exclusivamente para o transporte aeromédico. A aeronave está equipada com o kit aeromédico de padrão internacional.

 altEm Belo Horizonte está também sediado o primeiro Batalhão de Bombeiros especializado em desastres e emergências ambientais, implantado em novembro de 2014. A Unidade que centraliza equipes especializadas é uma iniciativa pioneira no Estado e atua em situações complexas de incêndios florestais, buscas e salvamentos em desmoronamentos e soterramentos, ocorrências com cães adestrados, produtos perigosos, enchentes e inundações. Compõem o BEMAD as Companhia de Busca e Salvamento que possui dois pelotões qualificados para buscas e salvamentos com cães e outro em atividades especializadas de salvamento, como a ocorrida na tragédia em Mariana e a Companhia de Emergências Ambientais responsável pelo combate aos incêndios florestais e às ocorrências com produtos químicos, biológicos, radiológicos, nucleares e explosivos (QBRNE). Juntas, as Unidades foram responsáveis por mais de 26 mil ocorrências em Belo Horizonte até outubro deste ano.

Ensino

Para ser um bombeiro militar é preciso se qualificar. Em Belo Horizonte, essa qualificação é realizada na Academia de Bombeiros Militar (ABM) que se divide em dois centros de treinamento, um deles, em Contagem e o outro em Belo Horizonte.

altInaugurada em 2011, a ABM representou um grande avanço no Sistema de Ensino do Corpo de Bombeiros e colocou a capital mineira na posição de referência em algumas áreas da atividade Bombeiro Militar. Hoje, toda a formação da corporação mineira é realizada em Belo Horizonte. Convênios realizados com corporações de outros Estados como o Espírito Santo permitem que a cidade abrigue também futuros oficiais em formação, pertencentes a outros estados como Espírito Santo.

Abaixo alguns flagrantes da atuação do Corpo de Bombeiros em BH

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: