O que você procura?

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

PCMG PRENDE SUSPEITOS DE INCENDIAREM VIATURA EM MARTINHO CAMPOS


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Martinho Campos, identificou e prendeu três homens suspeitos de envolvimento em um incêndio a uma viatura da Polícia Civil, ocorrido nessa madrugada, em Martinho Campos, no Centro-Oeste do Estado. Três adolescentes também foram apreendidos.

Durante a madrugada, os três adolescentes teriam ateado fogo em uma viatura caracterizada da Polícia Civil, um Fiat/Palio, em frente à Delegacia de Polícia Civil de Martinho Campos, no Centro da cidade.

Ao longo de toda a manhã desta terça-feira (6), várias diligências foram realizadas, e a polícia conseguiu identificar, prender e apreender os suspeitos. São eles Daniel Ferreira da Silva, de 24 anos, Oséas Michel Teixeira, de 22, e Gilmar Francisco Pires, de 38. Dos adolescentes, dois têm 17 e um tem 15 anos.

Daniel e Oséas seriam os líderes de uma organização criminosa que vem agindo na região. Nos últimos 20 dias, eles teriam praticado uma série de roubos em estabelecimentos comerciais, roubos de veículos e máquinas agrícolas em Abaeté, Bom Despacho, Martinho Campos e Divinópolis. Daniel estava foragido da Justiça, possuía mandado de recaptura em aberto, e Oséas está em liberdade condicional pelo crime de roubo. Gilmar teria comprado o combustível utilizado no crime. A polícia apreendeu uma moto usada por ele na ação e roupas utilizadas pelos autores.

Todos os autores estão, nesse momento, na Delegacia de Polícia Civil de Martinho Campos. Os três homens serão presos em flagrante pelos crimes de dano ao patrimônio público, associação criminosa e corrupção de menores para a prática de crimes. Os três adolescentes serão apreendidos em flagrante pelos atos infracionais análogos aos crimes de dano ao patrimônio público e associação criminosa. Serão adotadas medidas de busca do reparo do prejuízo, e, inclusive, ações judiciais contra os responsáveis pelos menores.

A Polícia Civil realizou perícia no local do crime, e o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Noronha, aguarda o laudo que vai definir a dimensão dos danos. A ação rápida da Polícia Civil contou com o apoio de equipes de Martinho Campos, Pompéu e Bom Despacho.

FONTE: PCMG

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: