O que você procura?

terça-feira, 9 de maio de 2017

CABO JÚLIO CONVOCA OFICIAL PARA EXPLICAR DENUNCIA DE ASSÉDIO MORAL A SGT EM POUSO ALEGRE

Comissão de Administração Pública analisa proposiçõesDenúncia de abuso e assédio na PM motiva reunião na ALMG

Sargento da Polícia Militar diz que foi desrespeitada e ameaçada de prisão por 1º-tenente.

Uma acusação de abuso de autoridade e assédio moral entre policiais militares será discutida, nesta quarta-feira (10/5/17), pela Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A reunião acontecerá às 9h30, no Auditório, e o requerimento para sua realização foi apresentado pelo deputado Cabo Júlio (PMDB).

A acusação foi feita pela sargento Raquel Aparecida Vasconcelos contra o 1º-tenente Juliano Ricardo Costa, comandante da 56ª Cia. do 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM), que fica em Pouso Alegre (Sul de Minas).

Segundo informações do gabinete do deputado Cabo Júlio, a sargento relatou que, enquanto exercia a função de despachante de viatura, teria sido desrespeitada e ameaçada de prisão pelo 1º-tenente, tanto na rede de comunicações da Polícia Militar quanto em seu local de trabalho. O episódio que gerou a acusação ocorreu no dia 3/11/16, no Centro de Despachos de Viatura da Polícia Militar (Copom).

Convidados - Foram convidados o corregedor da Polícia Militar, coronel Márvio Cristo Moreira; o cabo Álvaro Rodrigues Coelho, que é presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados; e o subtenente aposentado da PM Sebastião Dimas Sampaio de Morais.

Estão convocados a comparecer a denunciante, sargento Raquel Aparecida Vasconcelos, e o denunciado, 1º-tenente Juliano Ricardo Costa.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: