O que você procura?

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

ESCALA DE TRABALHO: RISCO DE GREVE NA POLICIA MILITAR MOTIVA DEPUTADO CABO JÚLIO A SOLICITAR AUDIÊNCIA PÚBLICA

O risco iminente de greve na Polícia Militar de Minas Gerais em razão das novas escalas de trabalho motivou o Deputado Estadual CABO JÚLIO a solicitar nesta sexta-feira (29/11) audiência pública para discutir o assunto. Centenas de reclamações de policiais militares estão chegando a todo momento no gabinete do Deputado. O que era para ser uma solução se tornou um grande problema desde implementação da nova resolução da carga horária. 

Matérias do Jornal Metro e da TV BAND, divulgadas nesta semana, trouxeram as seguintes manchetes respectivamente: “INSATISFEITO COM ESCALA, POLICIAL JÁ FALA EM GREVE” e “ PM FAZ GREVE BRANCA CONTRA ESCALA”. 

Segundo reportagens, a produtividade de prisões e apreensões caiu assustadoramente na capital e região metropolitana e, por outro lado, a criminalidade vem subindo.  “Paramos com as prisões e com as apreensões até que o Comando entenda nosso valor. Estamos fazendo vista grossa para o crime”, desabafou um militar que não se identificou durante entrevista à TV.

A nova lei que trata sobre o assunto, Lei Complementar 127 que tinha a missão de dar ao militar uma carga horária definida em lei, deixou lacunas que permitiram que o Comando através de uma Resolução pudesse extrapolar sua competência e inovar, ao prever que:

a) Ficam proibidas as escalas de serviço dia sim, dia não;

b) Ficam proibidas as dobradinhas;

c) Alguns comandantes estão proibindo permutas, mesmo que sem prejuízo à corporação;

d) O banco de horas só computa a partir de 60 minutos trabalhados e seus múltiplos, causando grave prejuízo aos militares;

e) No interior o banco de horas é desrespeitado;

f) Militares em horário de folga estão sendo obrigados a levar para casa o telefone 190, ou deixar para a população, o número de celular particular, sendo obrigados a atender a qualquer momento, mesmo de folga.

g) Militares com dispensa médica estão sendo escalados à paisana na porta de bancos como “observadores”, colocando em risco a vida dos policiais.

h) Reinventaram a chamada “prontidão”, quando o militar de folga é obrigado a dizer onde está para ser acionado a qualquer tempo.

Com essa nova escala, os militares ficarão até 45 dias sem folgar um sábado e domingo, acabando com sua vida social. Nos destacamentos militares estão ficando até 3 dias sem dormir em casa. Em algumas escalas, o militar sai do serviço a 1h da manhã e, aquele dia, em vez de ser considerado descanso, é contado como dia de folga e, ao término do turno de serviço a 1h da manhã, é proibido de ir embora, só sendo liberado às sete horas da manhã.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

9 comentários:

Anônimo disse...

O problema é que sempre estamos devendo horas, pois ninguém está conseguindo fechar as horas, pois trabalha-se a semana toda, e oCmdo não quer fechar a escala para cumprir as 40 hs, pois se houver sobras nunca fechará, só fecha as horas dos oficiais. Tá difícil aguentar.

Anônimo disse...

Já que contam as horas trabalhadas a mais a partir dos 60 minutos e seus múltiplos, que tal chegarmos todos os dias para trabalhar com 58 minutos de atraso. A lógica não seria a mesma? Os deslocamentos para os fóruns e afins deveria ser levado em conta também. Eu gasto cerca de duas horas para ir e voltar ao Fórum Lafaiete, de ônibus, já que no local não dispõe de estacionamento para os militares a disposição de audiências...e olha que quase todos reclamam disso e ninguém faz nada. O comando enxerga só o que convêm. Boa sorte, Cabo Júlio!

Anônimo disse...

MEUS AMIGOS, AQUI NO INTERIOR O PROBLEMA É O MESMO. AS HORAS NUNCA FECHARÃO. ESTAMOS TRABALHANDO DE SEGUNDA A SEXTA E AINDA TEMOS QUE TRABALHAR ALGUMAS ESCALAS EXTRAS PARA COMPLETAR A CARGA HORÁRIA. SERÁ JUSTO OU TEREMOS ALGUMA SOLUÇÃO???

Anônimo disse...

A questão e fácil de ser resolvida, uma emenda na resolução, permitindo a escala de 12horas, e depois colocar a escala 12x48, fica fácil para todo mundo ADM e Operacional, para essa escala ocupa o mesmo efetivo da escala de 8 horas 3x2, somente assim a ideia de termos uma vida com a nossa família, uma vida mais saudável para o policial militar, etc...o que a principio parecia ser a ideia da resolução, isso era conversa pra boi dormir, acorda tropa, turno de 8 horas e pura ilusão, parece ser boa mais o ciclo nunca vai fechar com vantagem para a tropa.

Anônimo disse...

Em Arcos-MG, não há instrução pré-turno nem instrução semanal, para que a soma das horas trabalhadas pelo militar renda menos. Militares chegam a trabalhar a semana inteira em turnos de 8 horas sem ter nenhum dia de folga sob a alegação de compensar a carga horaria e sempre dizem que os militares estão devendo horas, numa conta misteriosa que nunca fecha. Se o militar estiver de folga no fim de semana, ele é escalado no sabado ou domingo para compensar a carga horaria.

Anônimo disse...

EM MUZAMBINHO OS POLICIAIS MILITARES ESTÃO SOFRENDO A MESMA COISA,POIS,NO HORARIO DE FOLGA ESTAMOS SENDO ESCALADOS PARA OPERAÇÕES QUE DEVEM TER NO MINIMO 04 MILITARES.ASSIM SACRIFICANDO-OS.SEM FALAR QUE A CHAMADA PARA EDUCAÇÃO FÍSICA FOI EXCLUÍDA DO MAPA DA PM.O BANCO DE HORAS ADM NÃO RESPEITA E QUANDO DAR AS HORAS É NO TEU DESCANSO NUNCA VÍ ISSO.

Anônimo disse...

Prezado CB Julio, decidem colocar essa terrível escala 3X2, o que todos lamentaram, até aí tudo bem: aumenta o volume de PM'S nas Cia's, congestionando a intendência; faltam materiais de trabalho (munições, coletes balísticos e viaturas), tem que esperar os militares do turno anterior desarmar... No Barreiro, com o aumento de militares nas chamadas pré-turno é impossivel estar "ECD" 30 minutos antes do serviço e já estamos sofrendo retaliações dos OF!! Tem PM que tá chegando 1h e 30 minutos antes do horário temendo comunicação disciplinar... TEM Q PARAR MESMO... ESTAMOS CARENTES DE BONS ADMINISTRADORES E FARTOS DA FALTA DE BOM SENSO E IGNORÂNCIA DESTES DESPREPARADOS QUE ESTÃO NO COMANDO DAS CIA'S E BATALHÕES... A PM DÁ 10 PASSOS PRA FRENTE E 30 PRA TRÁS...

Anônimo disse...

SR DEPUTADO, DA NOS UMA FORÇA PARA MELHORAR, POIS A PM ESTA FICANDO CADA DIA MAIS RÍGIDA. QUE NA CLT A HORA CHEIA É DE 50 MINUTOS E QUEM TRABALHA NO HORÁRIO NOTURNO RECEBE MAIS PARA ISSO, BEM COMO ELES TEM UMA HORA PARA O ALMOÇO, ENQUANTO NÓS TRABALHAMOS 10 MINUTOS A MAIS EM CADA HORA TRABALHADA, TOTALIZANDO EM UMA JORNADA DE 8 HORA , 80 MINUTOS OU SEJA, UMA HORA E VINTE MINUTOS A MAIS. ENTÃO SOMANDO MAIS MEIA HORA ANTES DO TURNO DÁ: 00:30 + 8:00+ 00:08.(00:10) = 09:50 MINUTOS POR DIA, AO INVÉS DE SER AS 08:00. EDUCAÇÃO FÍSICA ACABOU, VIROU TURNO DE SERVIÇO. SERVIÇO DE 12 HORAS COM 30 MINUTOS PARA ALMOÇO. OS PM ESTÃO TRABALHANDO MAIS DAS 40:00 HS. E AINDA TEM LUGAR QUE DIZ ESTAR DEVENDO HORAS E DOBRA O MILITAR NO DIA DE DESCANSO. SE A NÃO CONSEGUIR ESCALAR OS POLICIAIS 40 HS SEMANAIS, NÃO É PROBLEMA DOS POLICIAIS E SIM DA ADM. ACHO QUE SE ENTRAR COM AÇÃO NA JUSTIÇA E CUMPRIR AS 40 HORAS SEMANAIS, CUMPRINDO ASSIM A LEI PROPOSTA DARÁ CERTO, O PROBLEMA E FICAR INVENTANDO ALGO QUE SE TORNE DIFERENTE DA LEI. PRECISA DE ENTRAR COM AÇÃO COLETIVA NA JUSTIÇA. SENHORES NOS AJUDEM A MELHORAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DESSES TRABALHADORES, LEVA O CASO AO GOVERNADOR.

Anônimo disse...

vamos dar a resposta na copa gente greve geral em todos estados ,assim resolve o poblema do governdor e da sociedade que já esta a merce dos bandidos.salve se quem puder