O que você procura?

terça-feira, 12 de maio de 2015

MILITARES FAZEM CAMPANHA PARA AJUDAR PM QUE TEVE CARRO INCENDIADO EM MG

Carro ficou totalmente destruído  (Foto: Divulgação / Polícia Militar)Carro de sargento foi incendiado perto do quartel em Brasília de Minas.

Campanha arrecadou R$ 10.400; duas pessoas foram presas.

Policiais militares do Norte de Minas Gerais, juntamente com a população, se mobilizaram em uma campanha com o objetivo de arrecadar dinheiro para ajudar um sargento que teve o carro incendiado em Brasília de Minas(MG). Dois suspeitos de atearem fogo no veículo ano 1998, que estava estacionado perto do quartel, foram presos. Um cheque de R$ 10.400 foi entregue para Élcio Nunes nesta terça-feira (12).

O tenente Sérgio Sílvio Teixeira explica que a mobilização ocorreu principalmente pelas redes sociais, e contou com a colaboração de 50 pessoas, entre civis e militares. O dinheiro foi arrecadado em três dias.

“O veículo não tinha seguro e ficou totalmente danificado. Esta situação sensibilizou os militares, que por iniciativa do sargento Cristiano Pereira da Silva, começaram a fazer uma mobilização. Como o sargento Nunes é muito bem quisto pela população e pelos colegas, tivemos uma ótima adesão e conseguimos arrecadar o dinheiro.”

Logo após o incêndio do carro, dois suspeitos foram presos. Segundo a Polícia Militar, eles já têm diversas passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de armas e, inclusive, já foram detidos em outras ocasiões pelo sargento Nunes.

“Eles são suspeitos de envolvimento em vários crimes, por isso a Justiça expediu os mandados de prisão deles, que continuam detidos”, afirma o tenente Sérgio Sílvio.

Para o sargento Nunes, a mobilização dos colegas e da população é um motivo de orgulho.

“Fiquei muito feliz por ter um exemplo claro de que não faço parte apenas de uma corporação, e sim de uma família. Me senti muito motivado por saber que a população também participou. A gente nunca espera por uma atitude criminosa como esta, mas o meu trabalho de combate a criminalidade não vai parar”, fala o militar, que está na PM há 23 anos, 20 deles em Brasília de Minas.

FONTE: G1
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: