O que você procura?

quarta-feira, 22 de julho de 2015

INAUGURAÇÃO DO PELOTÃO DO CORPO DE BOMBEIROS EM LEOPOLDINA

Estado inaugura pelotão dos Bombeiros em Leopoldina
Doze municípios serão atendidos pela nova unidade, permitindo redução de até 70 km no deslocamento das viaturas nessas localidades

Estar mais próximo da população para salvar vidas. A nova política do Governo de Minas, em parceria com comando do Corpo de Bombeiros, já começa a dar frutos. Foi inaugurado na última sexta-feira (17) o pelotão de Leopoldina, que vai atender 210 mil moradores de 12 municípios da Zona da Mata, que integram a área de cobertura. Essa é a terceira unidade entregue no interior apenas neste ano.

O pelotão conta com efetivo de 26 bombeiros militares e quatro viaturas, sendo duas com equipamentos sofisticados, como a autobomba e a bomba de salvamento, o que significa que a equipe é capaz de atender a todo tipo de ocorrência. Focos de incêndio e acidente nas estradas são os principais problemas da região, de cobertura composta pelas cidades de Leopoldina, Argirita, Cataguases, Estrela Dalva, Além Paraíba, Itamarati de Minas, Laranjal, Palma, Pirapetinga, Recreio, Santo Antônio do Aventureiro e Volta Grande.

Ciente de que cada segundo conta muito para quem está com a vida ameaçada, o pelotão de Leopoldina vai operar em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a exemplo do que acontece em Belo Horizonte, inclusive, sendo as instalações vizinhas. Mas o maior ganho para os moradores foi a redução, em até 70 km, no deslocamento das viaturas, já que a equipe, no passado, concentrava-se em Muriaé, o que retardava o socorro.

Descentralização - Em março, o Governo anunciou a criação de dois novos comandos para o interior do Estado. O 4º e 5º Comando Operacional de Bombeiros atendem a cerca de 5,5 milhões de pessoas no Vale do Rio Doce e no Norte de Minas Gerais. A metodologia aplicada pelos Bombeiros na reforma da corporação prevê alocação eficiente de recursos materiais e humanos, a fim de satisfazer demandas específicas de cada região.

"Em 28 anos na corporação, fico feliz em fazer parte dessa mudança. Do comando à base, todos foram afetados positivamente por essa nova política", afirma o comandante do 4º Batalhão de Juiz de Fora, Sérgio Ricardo, a quem o pelotão de Leopoldina está subordinado. "Assim, podemos propor soluções para problemas que vivenciamos nas ruas, o que para o cidadão é a certeza de ser bem atendido", completa.

Investimentos contínuos - O Corpo de Bombeiros Militar investe também na Capital. A corporação inaugurou neste mês, em Belo Horizonte, o projeto-piloto da Companhia Independente de Resgate, que consiste na gerência única do atendimento pré-hospitalar.

A unidade presta socorro às seguintes ocorrências: acidentes com vítimas feridas e com vítimas encarceradas, partos de emergência, queimaduras, resgates de motociclistas, mal súbito, quedas, acidentes vasculares cerebrais e paradas cardiorrespiratórias, entre outras urgências e emergências.

A ideia é especializar ainda mais o serviço e fazer a gestão única dos recursos de urgência e emergência. O comando pretende levar a iniciativa para o interior. Em 2014, 34% das 348 mil ocorrências registradas eram pedidos de cuidado pré-hospitalar.

FONTE: DOE MG
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: