O que você procura?

segunda-feira, 9 de maio de 2016

PARABÉNS: 1º BATALHÃO COMPLETA 126 ANOS!!!


A construção do majestoso quartel onde hoje está instalado o 1º BPM foi iniciada em março de 1887, na Praça de Belo Horizonte, hoje Praça Marechal Floriano Peixoto. A imponência e a solidez do prédio do Primeiro Batalhão de Policia Militar, com o traçado arquitetônico consoante a seu uso e função social, são valorizadas e ao mesmo tempo pela beleza de uma área de lazer fronteiriça, conferida pela Praça Marechal Floriano Peixoto.

O Decreto s/nr, de 06 de maio de 1890, assinado pelo então Governador do Estado de Minas Gerais, João Pinheiro da Silva, criava o Primeiro Corpo da Militar da Província de Minas Gerais, comandada pelo Tenente Coronel José Victoriano de Oliveira Moura. A criação do Primeiro Corpo da Polícia Militar deveu-se a necessidade de atender às demandas por segurança pública do estado, e foi parte da reestruturação ocorrida na então chamada Força Policial de Minas Gerais.


Posteriormente foi denominado Primeiro Batalhão de Infantaria, Primeiro Batalhão de Caçadores Mineiros, Batalhão de Guardas e, a partir de 1969, Primeiro Batalhão de Polícia Militar, Unidade vanguardista no policiamento ostensivo na via pública, abraçando na ocasião, toda a extensão da Capital em termos de responsabilidade territorial e patrulhamento.

A construção foi feita como uma fortaleza capaz de resguardar a tropa com locais estratégicos para a defesa e também para a resposta ao inimigo, como as inúmeras clarabóias dispostas em toda a sua extensão e de onde os soldados poderiam acionar as metralhadoras. A parede da fachada foi erguida num maciço de 1.10 metros de espessura, enquanto as outras possuem 70 cm. O objetivo era o de resistir aos ataques, até mesmo de disparos de canhão.

O ex-Governador do Estado, Tancredo Neves, assinou o documento de tombamento do conjunto arquitetônico formado pela Praça Floriano Peixoto e pelo prédio do Quartel do 1º Batalhão , pelo Decreto nº 23808 de 14 de agosto de 1984, antes de deixar o governo para se candidatar à presidência da República.

Analisando a trajetória da Unidade, podemos concluir que o espírito do Batalhão, fortalecido pela influencia e marcas deixadas pelo que aqui passaram, continua mantido pelos que aqui servem. Durante seu mais de um século de existência, muitas foram as provações e necessidades vividas pelo Batalhão, que teve que se adequar aos novos tempos, aliando sua tradicional doutrina aos novos recursos tecnológicos disponíveis. O tradicional e o moderno aliados de forma harmônica fazem com que o secular “BG” jamais perca sua identidade e continue sendo um símbolo para toda sociedade Belo Horizontina, confundindo-se com a própria história da cidade.

VOCÊ FAZ PARTE DESTA HISTÓRIA!!!

FONTE: 1º BPM
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: