O que você procura?

quinta-feira, 23 de junho de 2016

"ATRASADOS" COMEÇAM A SER PAGOS EM AGOSTO




O Diretor de Recursos Humanos (DRH) da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Cel Cícero Leonardo da Cunha, informou que a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) garantiu o inicio dos pagamentos atrasados em agosto, logo após o pagamento do abono vestimenta à Polícia Civil e aos servidores da Secretaria de Defesa Social (Seds). Segundo o diretor, serão pagos as diárias, a ajuda de custo e as férias-prêmio de exercícios anteriores e de 2014, da PM. 

O anúncio foi feito durante audiência pública conjunta realizada pelas Comissões de Administração Pública e Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) destinada a cobrar do Governo do Estado, um posicionamento quanto ao pagamento dos salários no 5º dia útil, ao pagamento das férias-prêmio, à diferença de promoções, ao abono vestimenta, da publicação de reforma e aposentadoria dos militares, entre outros assuntos.

A reunião, que contou com a presença de cerca de 200 servidores da segurança pública, entre eles, militares reformados do interior, de representantes de associações de classe da PM, do BM, da Polícia Civil e dos Agentes de Segurança Penitenciário e Socioeducativo e do Secretário de Defesa Social (Seds) - Delegado Federal Sérgio Barboza Menezes, aconteceu no Plenário da ALMG.

De acordo com o Cel Cícero, o pagamento dos atrasados, que será feito dos mais antigos para os mais modernos, está garantido depois de sensibilizar o governo da necessidade de pagar o que a classe vem cobrando. De acordo com o diretor da DRH, a reunião entre a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Secretaria de Fazenda aconteceu no início de junho. Ele afirmou ainda que os ''atrasados'' de 2015 estão em fase de negociação. "Seria bom que tudo estivesse em dia, até para facilitar nosso trabalho", argumentou. 

Já o Cel Orlando José Silva, da Diretoria de Recursos Humanos do CBM, disse que não há uma previsão de pagamento dos atrasados dos militares da instituição, mas que o Comando está ''fazendo uma gestão'' junto à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e à Secretaria de Fazenda para que em breve tudo seja regularizado.

Durante o debate, vários militares questionaram a diferença entre os valores das diárias pagas aos oficiais e as diárias pagas aos praças. Além disso, questionaram também o porquê dessas mesmas diárias serem pagas com atraso apenas para os praças. 

Para o Deputado CABO JÚLIO, Vice-Líder do Governo, o justo é padronizar o valor pago das diárias, pois seria melhor para todos. "Não consigo entender por que o almoço de um oficial é dez vezes mais caro que o almoço de um praça", questionou. Ele argumentou ainda que diária não é um segundo salário, mas um ajuda de custo para cobrir despesas. ''É preciso coragem para discutir esse assunto assim como discutimos e conseguimos padronizar o valor do abono fardamento'', disse.  

Crise Nacional - O Vice-Líder do Governo disse que o Estado vai deixar de pagar até o final do ano, R$ 480 milhões, depois de negociar com o Governo Federal, a prorrogação da dívida com a União, assim como fizeram os outros Estados. CABO JÚLIO lembrou que a medida vai possibilitar que a administração coloque as contas em ordem. 

IPSM e 101%  - Durante o debate, o Deputado lembrou que sempre foi um lutador dos direitos e das reivindicações da classe, independentemente, de ser base ou oposição. Quando cogitou-se a possibilidade de mexer no Instituto de Previdência dos Militares (IPSM), por exemplo, ele foi o primeiro a protestar. "Eu disse que se mexerem no nosso instituo, haveria sangue e que 97 ficaria pequena", afirmou. 

Em 2011, juntamente com as entidade de classe, a conquista do aumento escalonado de 101% gerou críticas. CABO JÚLIO lembrou que, hoje, todos perceberam a importância da negociação. "Quase fomos linchados naquela época por termos aceitado um parcelamento de três anos", lembrou.

Pagamento em Julho  - CABO JÚLIO desmentiu ainda o boato de que o Governo não vai pagar o salário em julho. Ele afirmou que o problema são as redes sociais, ambiente em que cada um reproduz informações como se fossem verdade. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

11 comentários:

Antunes disse...

Cabo Julio, o lema é basta. Chega de enganação deste governo mentiroso que prometeu tudo e não cumpriu nada. Como o nobre Deputado pautou: "Recebemos um reajuste escalonado na era do PSDB" E agora no PT? O que foi que recebemos? Nada! Foi nos tirado o prêmio produtividade, não tivemos reajuste salarial, os salários são recebidos atrasados, ás diárias não são pagas, o Promorar acabou, enfim são uma série de medidas que se eu ficar escrevendo, vai faltar espaço. Para de defender esse governo mentiroso, corrupto e passe a brigar pela sua classe. Estamos esperando valorização de pessoal, assim como a PC e os Agentes Penitenciários. A hora é agora, acorda e vá a luta para nos defender e garantir de forma honrada o voto que sempre confiamos a sua pessoa.

Anônimo disse...

Nobre Deputado Estadual Cabo PMMG Júlio, vc continua aí esquecendo suas raízes, somente por que sua esposa não foi promovida??? Para com isso, vc é maior que isso, deixa a Polícia Civil em Paz!!!

Anônimo disse...

Caro Deputado, o posicionamento pela padronização das diárias é uma causa nobre, que vem valorizar a todos os militares e promover a justiça e união dentro da gloriosa PMMG.

Anônimo disse...

Enquanto se discute valorização somente de um grupo restrito, os bandidos, vagabundos,pilas,lixos à margem da sociedade estão batendo palmas. Deve ser valorizado igualmente os atores da segurança publica,pois cada um no seu quadrado consegue resolver e combater esses vermes que querem acabar com militares, policiais civis, agentes penitenciários,guardas municipais, vigilantes, enfim qualquer um que protege a sociedade. Graças ao militar que minha família está protegida, graças ao policial civil que os crimes que são cometidos são apurados, graças ao agente penitenciário que a família do militar, do policial civil e dos próprios agentes estão dormindo sossegados. Portanto, deve haver valorização de todas as classes de segurança, autonomia jurídica, melhores condições de trabalho, UNIÃO DE TODAS AS CLASSES e, menos vaidade. Obrigado pelo espaço, espero que esse comentário seja publicado!!!

Anônimo disse...

Nobre deputado bom dia! Mais uma vez vejo inúmeras promessas, será que elas vão se concretizar. E com relação ao nosso IPSM, eu e demais colegas aguardamos há mais de um ano a aprovação de processos para aquisição de órteses/proteses, aparelhos esses que como V.Sa sabe são caros e temos o direito de adquiri-los através através do plano de saúde, no entanto toda vez que ligamos no IPSM, a resposta é a mesma "está em licitação", até quando vamos ter que aguardar? Ai fica difícil, como acreditar em um governo que só corta direitos. Acho que a hora chegou, chega de tanta hipocrisia. Precisamos de incentivos para contiuarmos a prestar o nosso serviço com qualidade e compromisso. Fica aqui a minha indignação.

Anônimo disse...

Parece q agora a coisa vai dar andamento. Uma vergonha, alguém receber $75 mil isso um parcela e tem.mais viu funcionalismo público. os pobres assalariados, que estão dia e noite nas ruas defendendo a sociedade ficam.mendigando ao governo deus direitos.como se o funcionamento. Público. Tivessem culpa do erro de alguém? Será q o governo. Sabe q os PC e pm tem família? Tem prestação para PC e tb tem o dever com seus familiares? Foi igual a Itamar Franco é difícil. Júlio, seus eleitores confiam em vc.vai a luta pq só temos vc para nos ajudar.so elegemos vc Como deputado.

Anônimo disse...

Não esqueçam,policos do PT,podem pisar em nos todos da segurança pública pm,Asp,s ,bpmmg,pc,agora,mais em 2018 o voto é nosso,e nossos familiares.

Anônimo disse...

Diárias iguais para todos. Justiça!!!

renata balestra luz disse...

Bom Dia.

Gostaria de saber se estes pagamentos em atraso vai acertar todo atraso de ajuda de custo de 2015, pois sou do CEFS 01/2015. e a mensagem diz que vai pagar promoção dezembro 2015 e férias prêmio. Paga-se os que são promovidos depois e os atrasos anteriores não.

Por favor se alguém tem uma explicação melhor, nos informe.

Agradeço.

Anônimo disse...

Isso só vai mudar no dia que ninguém votar mais !

Kenia disse...

Parabéns Antunes pelo seu comentário. Assino em baixo tudo o que foi dito.