O que você procura?

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

COLÉGIO TIRADENTES DA POLÍCIA MILITAR MANTÉM TRADIÇÃO DE QUALIDADE DE ENSINO

imagem de destaque
Além da qualidade de ensino, o Colégio Tiradentes chama a atenção pela disciplina

Destaque no Ideb 2015, unidades do colégio têm história de excelência na educação em Minas Gerais

Referência na educação básica em Minas Gerais, o Colégio Tiradentes da Polícia Militar (CTPM) é um dos que tem as vagas mais disputadas em todo o estado. Em algumas unidades, o número de pais a espera de uma cadeira para seus filhos, no primeiro ano do ensino fundamental, chega a 240.

O colégio compõe o Sistema de Educação Escolar da Polícia Militar de Minas Gerais. A prioridade é a educação dos dependentes de policiais e bombeiros militares, mas a comunidade civil também tem oportunidade de entrar na escola por meio do sorteio de vagas.

É o que aconteceu com a estudante Laura Magalhães,16 anos, do primeiro ano do ensino médio, da unidade de Patos de Minas, Noroeste de Minas Gerais. Aluna de escola pública, Laura conta que sempre foi sonho dela e de seus pais que ela estudasse no Colégio Tiradentes. Ela participou do sorteio no sexto ano do ensino fundamental, mas ficou como excedente, em 12º lugar.

Para alegria de Laura, a vaga saiu quando ela iniciaria a sétima série. “Foi um passo muito grande para o meu futuro porque o colégio oferece várias oportunidades. Eu sempre estudei em escola pública, mas consegui acompanhar o nível de aprendizado dos colegas que já estavam aqui há mais tempo”, afirma a estudante.

Ensino e disciplina

Além da qualidade de ensino, o Colégio Tiradentes chama a atenção pela disciplina. A filosofia do colégio é uma prática educacional que leva os estudantes a compreenderem a realidade social, os direitos e responsabilidades individuais e coletivas. Além disso, busca estimular a vocação para a carreira de policial militar.

“O colégio prepara o aluno para competir no mercado e para a vida, trabalhando não apenas o conteúdo pedagógico, mas também disciplina e valores, como respeito, cidadania e ética”, ressalta o coronel Alfredo José Alves Veloso, responsável pela Diretoria de Educação Escolar e Assistência Social (DEEAS) da PM.

Indicador

Um dos indicadores do nível de ensino do colégio é a alta pontuação conquistada no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que avalia os estudantes das etapas finais do ensino fundamental e médio.

No Ideb 2015, divulgado no último mês de setembro pelo Ministério da Educação, as 22 unidades do Sistema Tiradentes, que participaram da avaliação, tiveram média superior a do estado e acima da nota nacional. Para o coronel Alfredo José Alves o resultado comprova a tradição da qualidade do ensino do Colégio Tiradentes.

De acordo com a DEEAS, a nota do quinto ano do ensino fundamental I das unidades do Sistema Tiradentes variou entre 6,7 e 7,9 pontos, enquanto a média do estado foi de 6,1 e do Brasil, de 5,5.

A avaliação do nono ano também foi expressiva. A média de Minas Gerais foi de 4,6. A do país alcançou 4.5 enquanto que as unidades do Tiradentes tiveram pontuação entre 4,7 e 7,2.

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 2007, como parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).

Divulgado a cada dois anos, o índice varia em uma escala de 0 a 10 e é calculado para três etapas de ensino: anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5° ano), anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e ensino médio.

Destaques

As unidades de Bom Despacho, região Oeste de Minas, e Manhuaçu, na região do Caparaó, estão entre as escolas mais bem avaliadas no quinto ano do ensino fundamental I. A pontuação das duas escolas foi de 7.9.

“Ultrapassamos a meta projetada para 2015 que era de 7.0”, afirma a vice diretora do Colégio Tiradentes de Manhuaçu, Valéria Galdino Magalhães, atribuindo a nota ao esforço de toda comunidade escolar.

“Sempre fazemos uma avaliação das dificuldades dos alunos e, a partir de um diagnóstico, realizamos atividades para que o aluno adquira os conhecimentos necessários, como simulados e aulas extras”, salienta Magalhães.

O Colégio Tiradentes de Patos de Minas foi um dos destaques do Ideb 2015 na prova do nono ano do ensino fundamental II. Obteve pontuação de 7,2, a segunda maior média no ranking das escolas avaliadas no país e a primeira posição no estado.

A média de proficiência em língua Portuguesa foi de 313,04, enquanto que a de Minas Gerais foi de 258,60. Já em matemática, a média foi de 329,37 contra 264,60 no estado.

A diretora Cleide Alves Gonçalves, disse que o desempenho no Ideb mostra que a unidade avançou em relação a pontuação de 2013, de 6.9, ultrapassando até a meta prevista para 2019. Porém, a diretora acrescenta que o desafio agora é preparar a escola para a conquista de uma nota ainda maior na próxima avaliação, em 2017.

Diferencial

Outros diferenciais do Colégio Tiradentes são os projetos inovadores, qualificação dos professores e a participação dos pais na vida escolar dos filhos. Na unidade de Patos de Minas, atividades extras e interativas motivam os alunos no aprendizado da língua portuguesa e da matemática.

Os grêmios literários, com o estudo de obras clássicas e a vida do autor, por exemplo, ajudam os estudantes a melhorarem o vocabulário, a gramática e a ortografia. O colégio também utiliza a informática para complementar o aprendizado da matemática em forma de jogos, vídeo aulas e outros exercícios.

Outro fator que exige a dedicação dos alunos é o nível das avaliações que ocorrem em três etapas anuais. A diretora Cleide Gonçalves observa que o compromisso com o trabalho escolar e a disciplina favorece o ambiente de aprendizado. “Se o estudante não fez o para- casa, por exemplo, a gente procura saber o motivo. Se por uma razão específica o aluno não soube fazer a atividade, a escola procura sanar a dificuldade. Contamos sempre com a parceria dos pais”, disse a diretora.

Tradição

O Colégio Tiradentes segue uma tradição de excelência no ensino desde a fundação em 1949. A história do colégio é marcada por premiações em feiras de ciência, olímpiadas da matemática, olímpiadas de informática, de astrofísica e outros projetos científicos desenvolvidos pelos estudantes.

A formação integral, a orientação sobre mercado de trabalho e vocação profissional preparam os alunos para competir em concursos e vestibulares concorridos como os de medicina e engenharia. O índice de aprovação do colégio no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares é de 84%.


“Tudo o que eu aprendi, desde a base teórica até disciplina e respeito a hierarquia, me serviu na escolha e no exercício da carreira jurídica”,

Defensor púbico Luis Ernesto Soares, ex-aluno do Colégio Tiradentes.

Soares, que já foi assessor institucional da Defensoria Pública de Minas Gerais, observa que foi no cargo que percebeu como o ensino no colégio o ajudou no desempenho da função. Luis Ernesto estou no Tiradentes de 1981 a 1991. Apaixonado pela instituição, ele guarda um acervo da época com fotos, uniforme e até a caderneta escolar. Agora, o defensor público quer criar uma fundação de ex-alunos para compartilhar experiências com os atuais estudantes.

Unidades

O Sistema Tiradentes possui, atualmente, 24 unidades em todo estado, duas implantadas no ano passado. São cerca de 20 mil alunos, no ensino fundamental e médio. Segundo o coronel Alfredo a demanda por vagas é muito grande e por isso existe um projeto da PM de ampliar o número de unidades no estado.

FONTE: AGENCIAMINAS
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: