O que você procura?

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

GOVERNO ENTREGA MAIS DE 100 VIATURAS À POLÍCIA CIVIL DE MINAS GERAIS

Unveil 8a21a6f614db065bb1ca2c21a5c803aede783f93e5277febbd47f37d9dbae4ca
Crédito (fotos): Manoel Marques/Imprensa MG
Ação é resultado das demandas de segurança pública nos Fóruns Regionais de Governo; investimento chega a R$ 641 mi para um total de 234 veículos

O governador Fernando Pimentel entregou, na sexta-feira (28/10), durante cerimônia no Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, o segundo lote com 100 novas viaturas locadas que atenderão 13 departamentos da Polícia Civil de Minas Gerais em 12 municípios do Território Metropolitano. No dia 26 de setembro último, foram entregues os primeiros 134 veículos. A iniciativa atende demandas da população nos Fóruns Regionais de Governo, que acontecem desde 2015. O governo mineiro está investindo R$ 641 mil na iniciativa. 

“A entrega desses 234 veículos para a Polícia Civil está concentrada, não por acaso, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, porque é aqui que nós temos mais de 50% das ocorrências do Estado. O atendimento prioritário com a renovação da frota aqui cumpre o objetivo de atender os locais onde há maior necessidade de serviço. Também tem municípios que nos preocupam, porque concentram índices de violência muito altos, como é o caso de Betim e São Joaquim de Bicas”, afirmou o governador Fernando Pimentel. 

Pimentel destacou os investimentos feitos na área da segurança pública, mesmo com dificuldades orçamentárias. “Nós estamos trabalhando com prioridades, atendendo às demandas da população no Fórum Regional Metropolitano, que foram muito concentradas na questão da segurança pública. Também estamos dando um tratamento todo especial à Polícia Civil que, sem querer fazer nenhum juízo de valor, vinha sendo muito desprezada ao longo do tempo”, pontuou. 

O chefe da Policia Civil de Minas Gerais, delegado-geral João Octacílio Silva Neto, destacou a importância não só da entrega de novas viaturas como do investimento do Estado na corporação. “A atenção do Governo de Minas Gerais com a Polícia Civil e, por consequência, com a população, não se esgota com a entrega de viaturas. Neste governo, expandimos o atendimento no interior com designação de 93 peritos criminais e 34 médicos-legistas. Também houve reforço no nosso efetivo com nomeação e designação de 945 novos investigadores, que já estão atuando em Belo Horizonte e no interior. No próximo mês, mais 115 investigadores serão formados, fortalecendo ainda mais nossa instituição e o atendimento à população”, enumerou.

A renovação da frota atende às necessidades do Programa de Renovação e Gestão da Frota da Polícia Civil de Minas Gerais, com a gradual renovação e a modernização da frota institucional, por meio de adequação dos veículos às atividades a que se destinam. Além disso, contribui para a melhoria do policiamento preventivo e repressivo, das investigações, do transporte de custodiados e dos bens apreendidos. Os carros foram locados por meio de processo licitatório e os recursos garantidos ao orçamento da Polícia Civil de Minas Gerais pelo Tesouro Estadual

Dia do Servidor

O governador Fernando Pimentel lembrou que a solenidade acontecia no Dia do Servidor Público, destacando o papel do mesmo para a administração e a comunidade. “Hoje, como é o dia do Servidor Público, eu quero dar um abraço carinhoso em cada um, em cada uma, destacar que Minas Gerais tem um serviço público que nos enche de orgulho, porque se esforça, mesmo com dificuldade, para cumprir a sua missão. Muito obrigado, parabéns pelo dia do Servidor”, afirmou.

Participaram do evento os secretários de Estado de Governo (Segov) , Odair Cunha; de Segurança Pública (Sesp), Sérgio Menezes; e de Transportes e Obras Públicas (Setop), Murilo Valadares. Também compareceram o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Helbert Figueiró de Lourdes; o chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros de Militar de Minas Gerais, coronel BM Helder Ângelo e Silva; e, representando o Comando da Polícia Militar de Minas Gerais, o subchefe do Estado Maior, coronel PM Robson José de Queiroz. 

Confira a lista dos municípios contemplados: 
- Belo Horizonte, abrangendo além de Delegacias e Departamentos, as Centrais de Flagrantes do Barreiro, a Delegacia adida ao Juizado Especial Criminal e as Especializadas de Furtos e Roubos, Fraudes, Proteção à Criança e ao Adolescente, Mulher, Meio Ambiente, Repressão Antidrogas, Homicídios e Desaparecidos;
- Contagem, Betim, Ribeirão das Neves, Ibirité e Juatuba, abrangendo as Delegacias Especializadas de Mulher, Homicídios e Proteção à Criança e ao Adolescente;
- Vespasiano, Santa Luzia, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Sabará e Ouro Preto, abrangendo também Delegacias Especializadas de Mulher e Homicídios.

Departamentos da Policia Civil contemplados: 
• Chefia da Polícia Civil
• Corregedoria Geral de Polícia Civil
• Departamento de Trânsito de Minas Gerais
• Superintendência de Informações e Inteligência Policial
• Superintendência de Investigações e Polícia Judiciária
• Departamento Estadual de Operações Especiais
• Departamento Estadual de Investigação de Fraudes
• Departamento de Investigação, Orientação e Proteção à Família
• Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico
• Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa
• 1º Departamento de Polícia Civil – Belo Horizonte, incluindo as respectivas Centrais e Unidade de Flagrantes
• 2º Departamento de Polícia Civil – Contagem e as respectivas Especializadas - Mulher e Criança e Adolescente (Contagem e Betim)
• 3º Departamento de Polícia Civil – Vespasiano e as respectivas Especializadas de Mulher (Pedro Leopoldo, Sabará e Ouro Preto)

FONTE: AGENCIAMINAS
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

Anônimo disse...

Deputado. Este governo não faz mais que sua obrigação de disponibilizar recursos para a área de segurança pública. Com os impostos pagos pela sociedade. Fica puxando saco de um governo que só fica nas páginas policiais. Vai votar a favor pro Pimentel ser processado. O funcionalismo tá louco pra ficar livre deste PT. Nós militares não vamos esquecer do que não fez pela nossa categoria neste mandato. Só conversar fiada até hoje deputado

Anônimo disse...

Boa tarde!

É Cabo Júlio, muitos me disseram que o senhor é INIMIGO da PCMG, porém eu não quis acreditar (acho que pelo fato de ser um tanto quanto "inocente" neste mundo da política), porém sou obrigado a concordar o senhor NÃO GOSTA DA PCMG, não sei se chega a ser inimigo, porém pelo menos uma certa "má vontade" o senhor demonstra.

Veja bem, em postagem no seu face em 09/09/2016 o senhor disse que "levaria os pleitos primordiais da Polícia Civil ao Governador", mas até hoje nada.

Em 05/10/2016, novamente em postagem no seu face, o senhor disse que haveria uma reunião para tratar "dos assuntos da PCMG" em 10/10/2016, porém até hoje nada.

O interessante é que neste mesmo dia, 05/10/16, o senhor também disse que teria uma reunião no dia 10/10/2016 para tratar dos assuntos dos Agentes Penitenciários, fato que aparentemente ocorreu, uma vez que em recente postagem o senhor relata as conquistas conseguidas para os nobres Agentes (homologação parcial e previsão para nomeação).
EU, como EXCEDENTE AO CARGO DE INVESTIGADOR DE POLÍCIA, me encontro EXTREMAMENTE frustrado e decepcionado com o Senhor.
Vossa Excelência nos prometeu ajuda, porém creio que se tratava, aparentemente, somente de POLITICAGEM, pois até hoje nada foi feito.
Gostaria muito de acreditar no senhor, em suas promessas, mas confesso que já "joguei a toalha", a partir da data de hoje não deposito mais "uma só esperança" no senhor.
Tenho um amigo, também excedente, que ainda acredita em você, Cabo Júlio, mas creio que ele ainda seja um dos poucos.
Enfim, sei que esta minha postagem JAMAIS SERÁ PUBLICADA pelo senhor ou sua assessoria, mas pelo menos valeu pelo desabafo.

Espero sinceramente que o senhor possa um dia ajudar alguém de verdade, pois encher as pessoas de esperança e depois as abandonar não é um atitude muito legal.

Abraços e boa sorte em sua caminhada política.

Até mais...

Anônimo disse...

Boa tarde!

Conforme postado em suas mídias (Facebook e Blog), o Sr. realizaria uma reunião com Governador e o Seplag com o intuito de pleitear a convocação dos excedentes de investigador ou pelo menos a elaborarão do cronograma de nomeações. Gostaria de saber quais são as notícias acerca dessa reunião. Já temos um posicionamento do Governo?

Obrigado

Anônimo disse...

Prezados colegas excedentes do Concurso de Investigador 2014: A verdade é que nunca houve interesse do governo em nomear os excedentes, tanto que o ex-secretário Bernardo Santana foi afastado e, logo depois, demitido, após confirmar nossas nomeações em uma entrevista ao jornal O Tempo. Para que os primeiros 950 fossem nomeados, houve um acordão entre governo e os futuros nomeados, mediado pela farsa sindical chamada Sindpol, para que o Movimento SOS Polícia Civil (que lutava pelas nomeações) fosse extinto imediatamente. E assim aconteceu... A orientação era a de desarticular e esvaziar o Movimento para que não mais pressionassem o governo. Além disso, ainda em 2014, o Sindpol foi orientado a utilizar os excedentes (e a promessa de nomeação) como massa de manobra para auxiliar a eleição de Pimentel, e depois descartá-los. Essa é a VERDADE QUE JÁ ESTÁ SENDO CONFIRMADA!