O que você procura?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

FILHO MATA MÃE, ATACA POLICIAIS MILITARES E É MORTO EM JUIZ DE FORA

Resultado de imagem para pmmgCaso ocorreu no Bairro Parque Guarani, na noite de sábado (14).
Cavadeira e faca utilizadas pelo homem foram apreendidas.

Após matar a mãe, um homem de 33 anos atacou policiais militares e foi morto na noite deste sábado (14), no Bairro Parque Guarani, em Juiz de Fora.

De acordo com as informações da Polícia Militar (PM), após acionamento, militares entraram em contato com parentes que relataram terem recebido uma ligação telefônica em que a mãe do homem dizia que estava acuada dentro de casa, temendo por sua integridade física, pois o filho, que tinha histórico de esquizofrenia, não teria dormido na noite anterior. A idosa, de 60 anos, ainda disse aos familiares que o filho estaria olhando-a de forma ameaçadora, motivo pelo qual ela pediu que os parentes acionassem a PM e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Em busca de notícias da idosa, um dos parentes dela fez novas ligações e ouviu gritos de socorro e gemidos de dor. Os familiares saíram de carro do Bairro Bonfim até o local para saber o que estava acontecendo, chegando simultaneamente com uma viatura do Tático Móvel da 31ª Companhia da PM. 

Segundo a PM, o homem não atendeu aos chamados dos militares e o portão externo da casa estava trancado com cadeado. A polícia teve que arrombá-lo com alicate para entrar no imóvel. Uma testemunha acompanhou os policiais.

Um dos militares viu o homem de 33 anos encostado na parede ao lado da porta, empunhando uma cavadeira de metal. Após identificar a ameaça, o militar recuou e iniciou uma conversa com homem, ordenando-o que entregasse o instrumento. A ordem não foi acatada e o homem passou a atacar os militares.

Para evitar a agressão, o militar efetou um disparo de arma de fogo. Mesmo atingido, o morador continuou avançando contra os militares, efetuando diversos golpes com a cavadeira. Devido à escada estar escorregadia e irregular, um dos policiais escorregou no primeiro degrau, ficando os demais encurralados. Aproveitando-se da queda do policial, o homem conseguiu atingir o pé esquerdo de outro militar, causando-lhe uma lesão. Nesse instante, para repelir a agressão, dois militares efetuaram disparos para conter o ataque do homem, que foi atingido por cinco disparos e caiu.

Os policiais prestaram os primeiros socorros ao homem, mas foi constatado o óbito no local. Ainda com intuito de verificar a denúncia repassada, os militares fizeram uma varredura no interior do imóvel e encontraram a idosa caída na lavanderia da casa, com suas vestes sujas de sangue. Ela já não apresentava sinais vitais. O Samu constatou o óbito no local. 

A perícia foi acionada e realizou os trabalhos de praxe. A cavadeira utilizada pelo homem para atacar a PM e uma faca de cabo de madeira foram encontradas. Ambas estavam sujas de sangue.

Foi constatado que a idosa sofreu três golpes perfurantes no tórax e também apresentava feridas na cabeça. A funerária compareceu para remoção dos corpos ao Instituto Médico Legal (IML).

Conforme o registro da PM, foi dada a voz de prisão em flagrante aos dois militares que efetuaram os disparos, lido seus direitos constitucionais e conduzidos até o 2° Batalhão para apresentação a autoridade policial competente, conforme procedimento padrão.

FONTE: G1
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: