O que você procura?

domingo, 8 de fevereiro de 2015

RO: SGT PM LEVA MORDIDA DE MOTORISTA EMBRIAGADA

Motorista embriagada morde PM, se solta das algemas e quebra delegacia (Foto: Samira Lima/G1)Caso aconteceu em Ji-Paraná, RO, após suspeita se envolver em acidente. Mulher também empurrou mesa do médico legista e desacatou policiais.

Uma mulher de 20 anos foi presa em Ji-Paraná(RO), cidade localizada a 374 quilômetros de Porto Velho, no sábado (7), por dirigir embriagada e sem carteira de habilitação, desacato a autoridade, dano ao patrimônio público e lesão corporal leve. A suspeita foi detida após se envolver em um acidente de trânsito e resistir à prisão, agredindo um sargento da Polícia Militar, que foi mordido e arranhado no braço.

Segundo o boletim de ocorrência, a PM foi acionada para atender um acidente na rua Júlio Guerra, no 1º distrito da cidade. Quando os agentes chegaram ao local, constataram que a jovem estava em estado avançado de embriaguez e anunciaram que ela seria levada à delegacia. A motorista resistiu à prisão, agrediu verbalmente a guarnição e mordeu e arranhou um sargento, sendo contida logo em seguida.

Já na delegacia, na hora do exame de corpo de delito, a mulher empurrou a mesa do médico legista e desacatou novamente os policiais, com palavras de baixo calão. A suspeita foi algemada e, mesmo assim, enquanto o boletim de ocorrência era registrado, derrubou o monitor de um computador, além de ter conseguido se soltar das algemas duas vezes. De acordo com a polícia, a mulher conseguiu se desvencilhar das algemas por ter os braços e as mãos bem finos e o artefato não estava apertado. 

O carro que a motorista dirigia era do companheiro dela, que informou ter emprestado o veículo para que a infratora fosse para casa. Antes do acidente, os dois estavam numa feijoada, em um bar no centro da cidade.

A suspeita foi encaminhada para o presídio Agenor Martins de Carvalho, onde ficará detida, já que os crimes pelos quais ela deve responder foram classificados como inafiançáveis. No histórico da mulher, já constava outro boletim de ocorrência por desacato a autoridade.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: