24 de junho de 2015

18 ANOS DA MORTE DO CB VALÉRIO. O MÁRTIR DO MOVIMENTO DE 1997



No dia 13 de junho iniciava-se o Movimento Reivindicatório de 1997 que marcou a greve da Polícia Militar de Minas Gerais por melhores salários. Mas o Movimento foi marcado por uma triste história. No dia 24 de junho, morria Cabo Valério, vítima de um tiro na cabeça, no momento em que pedia calma aos mais de seis mil policiais e bombeiros militares aglomerados no prédio do então Quartel do Comando Geral (QCG), na praça da Liberdade em Belo Horizonte. 

Assim como não podemos esquecer esta parte importante da história da PMMG, que mudou para melhor a vida de todos os militares do Estado e do país, não podemos esquecer, principalmente, que Cabo Valério pagou com a própria vida a dignidade que tanto buscávamos à época. Nossa homenagem a esse mártir, símbolo de um Movimento de marcou as polícias de todo o país.

Relembre a história - 2'55''



(trecho do livro: O DIA EM QUE A POLÍCIA PAROU)
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

3 comentários:

Cleber Marcos disse...

Meus agradecimentos do fundo do coração, ao Cb Valério.
Obrigado valoroso miliciano

Bruna Andrade disse...

Nunca soube que tinha um livro contando a historia do movimento, quero muito esse livro. Alguém sabe onde encontro? é de suma importância para mim, afinal tudo que lembre meu tio é de muita importancia.

catia disse...

o meu marido pagou muito caro e minha filha paga ate hoje, enquanto voce e o rodrigues se elegeram as custas da vida o Valerio e a destruiçao do wedson, nao vou me esquecer julio do dia que precisei da sua ajuda e voce desligou o telefone na minha cara enquanto eu estava desesperada por que tentaram matar ele na cadeia, agora pode dormir em paz se e que pode ele tambem esta morto