O que você procura?

terça-feira, 18 de agosto de 2015

DEPUTADO CABO JÚLIO ANUNCIA FORÇA-TAREFA PARA PROTEÇÃO DOS AGENTES DA SEGURANÇA PÚBLICA DE MINAS GERAIS

''Estamos vivendo um agosto bastante temeroso para nossos colegas"

O Deputado CABO JÚLIO, vice-líder do governo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), anunciou nesta terça-feira (18/08), durante a Comissão de Segurança Pública da ALMG, a criação de uma Força-Tarefa composta pela inteligência da Polícia Militar, da Polícia Civil com o auxílio da inteligência da Polícia Federal e do Exército para a proteção dos agentes da segurança pública do Estado. Somente no mês de agosto, dois policiais militares foram assassinados e 11 militares morreram desde janeiro. Em menos de um mês, dois agentes penitenciários foram mortos. O objetivo é responder com uma intensidade muito maior aos ataques dos bandidos. 

''Mexeu com a polícia, mexeu com todo mundo, mexeu com ''vespeiro'', disse CABO JÚLIO. Ele lembrou de uma força-tarefa criada pelos próprios policiais militares para capturar um criminoso que assassinou um colega de farda na Zona da Mata. Policiais de férias, aposentados e de folga se uniram e não descansaram enquanto não encontraram o bandido. ''Até que ponto os policiais vão fazer o que é dever do Estado?", desabafou.

CABO JÚLIO também lembrou dos dois suicídios de policiais militares nesta semana. Sobre isso, o Deputado solicita um trabalho diferenciado dos comandantes para cuidar desses profissionais que estão sofrendo emocionalmente.

Acompanhe o vídeo.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

Anônimo disse...

Boa tarde sr cabo julio,e os agentes de segurança socioeducativos no meio desse fogo cruzado...o que fazemos?....a proposta de nosso porte está parada....nos ajude pelo amor de deus....

Anônimo disse...

Tenho eu certeza que essa idéia de passar o serviço das Polícias Militares do Brasil para 35 anos e também das Forças Armadas, não é pensamento restrito do Deputado Cabo Júlio, esse pensamento vem do Presidente e chega até aos governadores, tenho certeza que as Forças Armadas também irão passar para 35 anos, sendo que, Exército, Marinha e Aeronáutica, trabalham bem menos que as Polícias Militares do Brasil, e existe uma cobrança da própria população que contribui 35 anos para a previdência, os Policiais que já tem tempo para aposentar tem que pensar no seu futuro e os novos policiais que chegarão em 2016 precisam também pensar de forma diferente e entender a nova Polícia Militar, com relação as promoções todos nós Policiais Militares devemos pensar nisso, e principalmente o Sub Tenente ter condições na ativar de chegar a 1º Tenente e sair no mínimo Capitão, seria uma forma justa de dar continuidade com as Promoções de Praças, de Sub Tenente a Capitão na Ativa.

Anônimo disse...

No caso de nós Agentes Penitenciários precisamos de acautelamento de armas de fogo. Chega de privilegiar a minoria, somente os diretores e o pessoal do COPE merecem se defender?

Luiz Libras Paixão e surdos no coração! disse...

boa noite CABO JULIO, meu nome é LUIZ ANTONIO sou ASE contratado, também gostaria de saber como anda a situação do porte de arma para nós? pois dia 30/07/2015 fui assaltado enfrente a minha casa com uma 380 na minha cabeça levaram o meu carro. só não me matam por que Deus não deixou, mas fui identificado como ASE, pois estava fardado naquele momento,e apenas me mandaram correr. foi quando cair e fraturei a mão.D fiquei bastante deslocado, PENSEI EM ATE SAIR DO SISTEMA POIS A SEGURANÇA QUE TENHO. SE BASEIA EM DEUS, EMBORA SE TIVESSE A MINHA ARMA A HISTORIA SERIA DIFERENTE.MAS INFELIZMENTE SE O GOVERNO NÃO PENSA A SIM, ENTÃO VAI TER QUE ACONTECER MAIS MORTES PARA NOS ARMAR PRIMEIRO ? ABRAÇO E FIQUE COM DEUS. luizantvaz@yahoo.com.br