O que você procura?

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

PC APREENDE ADOLESCENTES SUSPEITOS DA MORTE DE DELEGADO

Delegado é morto a tiros em postoInformação foi divulgada na tarde desta segunda-feira (21) pela corporação

Foram apreendidos, na tarde desta segunda-feira (21), os dois adolescentes que são acusados de assassinar o delegado Vanius Henrique de Campos, morto na madrugada deste sábado (19) em um posto de combustíveis, no bairro Cidade Jardim, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. 

A confirmação da apreensão foi divulgada pela Polícia Civil no início desta tarde. As informações iniciais dão conta que a dupla foi detida na cidade de São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte. 

Neste momento os menores são conduzidos à Divisão Especializada de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad), no bairro Sagrada Família, na região Leste da capital. Ainda de acordo com a PC, lá eles serão ouvidos e a polícia adotará as providências pertinentes ao caso.

O crime aconteceu na madrugada do sábado em um posto localizado na avenida Prudente de Morais, em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Segundo a assessoria da Polícia Civil, ele estava dentro da loja conveniência do posto quando abordou dois rapazes, que estariam extorquindo uma terceira pessoa, e se apresentou como policial.

Teve início uma discussão e os três acabaram brigando, até que um dos suspeitos pegou a arma do policial, que caiu, e o baleou cinco vezes. Dois tiros atingiram a cabeça da vítima, outros dois o tórax e um atingiu uma das pernas.

Desde a manhã após o crime a polícia montou toda uma operação com o objetivo de deterem os suspeitos, que foram identificados ainda no primeiro dia de investigação. Campos chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Ainda não detalhes se a arma do policial, que foi usada no crime e levada pelos suspeitos, foi apreendida. 

O delegado Vanius Henrique de Campos tinha 43 anos e atualmente estava lotado na Delegacia Adida ao Juizado Criminal (Deajec). Durante a carreira, ele já havia trabalhado em outras unidades policiais, entre elas a Divisão de Crimes Contra a Vida, em Belo Horizonte.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: