O que você procura?

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

MUDANÇAS NO COLÉGIO TIRADENTES CAUSA PÂNICO ENTRE OS ALUNOS

Resultado de imagem para COLEGIO TIRADENTES
A necessidade de padronização entre os Colégios Tiradentes da Polícia Militar (CTPM) de todo o Estado de Minas Gerais vem causando pânico entre pais e alunos da unidade escolar. A Diretoria de Educação Escolar e Assistência Social (DEEAS) está propondo uma mudança radical (que tende melhorar a qualidade de ensino) porém, no meio do ano letivo.

Mudanças como: ''tempo de prova'' e ''proibição de recuperação'', entre outras, não podem ser aplicadas em pleno meio de setembro, faltando apenas dois meses para o fim do ano letivo. 

Entendemos que as regras precisam ser amplamente discutidas com o corpo docente e discente, mas no início do próximo ano. Não se muda a regra com o jogo em andamento.

Aguardamos um posicionamento do comando da instituição e a DEEAS sobre o assunto.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

7 comentários:

Mulher é mais disse...

Cabo Júlio Boa noite
Os alunos do Tiradores precisam da sua ajuda.Mudanças para melhorar a qualidade da educação são necessárias mas não dessa forma em pleno mês de setembro

mAchine ! disse...

As mudanças propostas pela DEEAS deveriam estar previstas no regimento escolar e pelo que li não estavam, então como mudar no final do ano letivo? Isto é mais uma imposição aos alunos. O comandante disse que o Colégio é um quartel da polícia militar, não vejo assim, pois lá tem alunos e não policiais em treinamento.

Anônimo disse...

acho que os netos de militares também deveriam ter preferencias nas vagas como de costume e mudaram os reformados estão tristes.

Unknown disse...

Cabo Júlio precisamos de sua ajuda pois as novas normas do Colégio tem preojudicar o os alunos bastante uma delas e o tempo para fazer as provas que no caso e 50 minutos para doze questões muito pouco tempo e acaba deixando os alunos nervosos e anciosos e também a questão de ter acabado com recuperação que o próprio nome diz recuperar mas nesse caso só ta preojudicando acho que temos que respeitar as regras mas já estamos acabando o ano então as regras deveria comecar no começo do ano. Obrigado pela atenção

Renata disse...

Cabo Júlio precisamos de sua ajuda pois as novas normas do Colégio tem preojudicar o os alunos bastante uma delas e o tempo para fazer as provas que no caso e 50 minutos para doze questões muito pouco tempo e acaba deixando os alunos nervosos e anciosos e também a questão de ter acabado com recuperação que o próprio nome diz recuperar mas nesse caso só ta preojudicando acho que temos que respeitar as regras mas já estamos acabando o ano então as regras deveria comecar no começo do ano. Obrigado pela atenção

Anônimo disse...

Estudei da quinta série ao terceiro ano do ensino médio no CTPM e já passei por mudanças assim é sobrevivi! Concordo que de fato fazer isso em pleno mês de setembro é complicado, mas para o próximo ano creio que seja necessário para a mudança de pensamento dos aluno e melhora do ensino! Quando me formei em 2011 tínhamos recuperação das provas e depois recuperação da etapa, isso ajudou muita gente com certeza, só que no meu ver deixa o aluno preguiçoso, visto que não precisa estudar pra determinada prova porque vai ter mais duas recuperações!
Colégio Tiradentes tem que mudar as políticas de prova e de tempo de prova SIM! Eu fazia prova com 40/50 minutos de todas as matérias e tinha o simulado que se assemelhava com o enem (só não tinha redacao). O colégio tem que preparar aluno pra vida, pra faculdade... na faculdade não existe essa moleza se recuperação de tudo não!
Que as mudanças necessárias sejam feitas, mas no próximo ano!

Anônimo disse...

Pessoal,

Fui aluno do Colégio Tiradentes em meados da década de 90 e anos 2000. E cinquenta minutos (o tempo de 01 aula) sempre foram suficientes para realizar as provas. Dizer que isso é um motivo de grandes preocupações, não justifica. Se a prova ficou maior é por que o professor quer distribuir menos pontos entre as questões. É uma oportunidade de prejudicar, ao mínimo, os alunos que erram muitas questões. Afinal de contas, o que é preferível: uma prova valendo 10 pontos com apenas 10 questões? Ou uma prova valendo os mesmos 10 pontos com 20 questões?

Sobre o fim das recuperações paralelas tenho a dizer o seguinte: também sou pai de aluno do Colégio Tiradentes e vejo a falta de responsabilidade e compromisso que os adolescentes têm com suas tarefas escolares. Assim, acredito que muitas das dificuldades pedagógicas enfrentadas pelos alunos decorre da própria falta de empenho deles.

Por favor, pessoal. Não nivelem o Colégio Tiradentes por baixo. Tínhamos uma educação de referência no Estado. Do jeito que está, daqui a pouco seremos como qualquer escola pública estadual de nosso estado. E quem conhece, sabe de que estou falando.