O que você procura?

domingo, 9 de abril de 2017

LUTO: BOMBEIRO MILITAR É MORTO POR MOTORISTA BÊBADO NA BR-040

TragédiaMotorista bêbado mata bombeiro militar em acidente na BR-040

De acordo com a ocorrência registrada, policiais fizeram o teste do bafômetro no motorista do carro e foi constatada embriaguez de 0.86 mg/l. Ele foi preso em flagrante.

O bombeiro militar Haroldo Soares da Silva morreu depois de sofrer um acidente na BR‑ 040, na altura do quilômetro 570, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, na manhã deste sábado (8). A vítima estava em uma motocicleta que foi atingida por um carro que era dirigido por um homem que foi pego no teste do bafômetro minutos após o ocorrido. 

De acordo com a Policia Rodoviária Federal (PRF), uma viatura foi acionada por populares no Santa Rita de Cássia, na capital, para atender um chamado de ameaça. No local, os policiais foram informados de que o militar estaria ameaçando a namorada com arma de fogo e um punhal. Ainda de acordo com a PRF, populares informaram ainda de que a vítima, que não teve o nome revelado, já havia sido atendida por uma viatura da Polícia Militar (PM) e que o bombeiro havia se envolvido em acidente de trânsito na BR- 040, vindo a falecer.

Já no local do acidente, populares informaram que o o militar estava trafegando com sua motocicleta no sentido Rio Janeiro, quando foi convergir à esquerda para entrar no bairro Água Limpa, e acabou sendo atingido por um veículo Ford Ecosport, de cor dourada, que transitava na mesma direção e o arremessou na pista contrária, onde foi atropelado por um automóvel Fiat Palio que transitava no sentido oposto.

O óbito da vítima foi constado por um médico da concessionária Via 040, que é responsável pelo trecho. 

A perícia foi acionada e o corpo do militar levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. Já o condutor do Ecosport foi preso em flagrante após ter sido verificado 0.86g/L de álcool no seu exame do etilômetro. No local, a PRF encontrou sete munições não deflagradas calibre .38, uma algema e um punhal, além de celular.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: