11 de dezembro de 2015

A SEGURANÇA PÚBLICA E OS PENDURICALHOS

Esta semana, o Governo do Estado enviou à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), um Projeto de Lei que dispõe sobre a criação do Vale-Transporte e Auxílio-Refeição para os servidores públicos, excetuando os servidores que trabalham menos de 30 horas semanais, os que recebem alimentação no local de trabalho, os adidos a outros órgãos e a área de segurança pública.

A INTENÇÃO ORIGINAL DO PROJETO ERA ALCANÇAR SERVIDORES DO ESTADO QUE GANHAM ENTRE R$ 1.200,00 E R$ 2.000,00 DE SALÁRIO COM UM ABONO DE ALIMENTAÇÃO DE APROXIMADAMENTE R$ 180,00 E O Vale-Transporte.

Para aqueles que a todo momento ficam fazendo intrigas e tirando a paz da tropa, maldosamente, interpretaram o texto dizendo que alcançariam a todos, omitindo que valores e teto serão disciplinados em decreto.

Como representante de classe eu tenho a obrigação de não entrar no jogo baixo político e ficar vigilante nos interesses reais, que são os interesses da nossa classe.

EU SOU FRONTALMENTE CONTRA QUALQUER ABONO, GRATIFICAÇÃO, OU QUALQUER OUTRO PENDURICALHO EM NOSSO SALÁRIO. JÁ VIVEMOS ISSO NO PASSADO E FOI UMA LÁSTIMA.

Houve um tempo em que esse malfadado auxílio-refeição, antes chamado de “etapa alimentação” representava 1/3 do salário do soldado. Então, quando o colega voltava de férias, perdia 1/3 do seu salário. Quando licenciava perdia rendimentos, e ao reformar, pelo resto da vida perdia esse penduricalho que representava boa parte de seus rendimentos. Esse penduricalho, além de tudo quebra a paridade conquistada com sangue.

FOI COM MUITO CUSTO QUE NO GOVERNO ITAMAR CONSEGUIMOS INCLUIR NO SALÁRIO TODOS OS PENDURICALHOS QUE TÍNHAMOS E COM ISSO, QUANDO O COLEGA SE LICENCIA, TIRA FÉRIAS OU REFORMA NÃO PERDE NENHUM RENDIMENTO.

No caso do vale-transporte, o servidor tem descontado em seus vencimentos 6% dos rendimentos para cobrir este beneficio, e o restante cabe a parte patronal. Ou seja, exemplificado: o caso de um soldado sem quinquênio, vamos ganhar R$ 250,00 de vale-transporte e descontar do soldado 6% de R$ 4.098,00, ou seja R$ 245,88?

É isso que queremos? Tratamento igual aos demais servidores do Estado?

Eu não quero tratamento igual, quero tratamento desigual, pois minha profissão é desigual, somos a única classe que morre no serviço, que sai de casa e não sabe se volta, que morre as centenas para defender uma sociedade que na maioria das vezes não nos agradece.

Eu não quero ser tratado igual a outros servidores, somos diferentes. Somos a única classe que trabalha sábado, domingo, feriado, 24 horas por dia.

Então tá, queremos tratamento igual?

Então se ano que vem o aumento de todo o funcionalismo for 5% para nós está bom, seremos tratados iguais? NÃO, NÃO E NÃO.

NUNCA aceitaremos tratamento igual para classes desiguais. Nossa discussão salarial tem que ser separada de todos, pela peculiaridade de nossa profissão.

Eu não quero penduricalho que não impactará em meu 13º salário, não impacta no 1/3 de férias, não impacta em meu quinquênio ou na ADE, e muito menos, que saia do meu contracheque quando o colega for para o merecido descanso da aposentadoria ou reforma.

Eu quero salário, ano quem vem, ao iniciar essa discussão, eu não quero ser tratado igual, nós somos diferentes, somos a segurança pública.

Para evitar uso indevido do Projeto, o Governo a meu pedido vai retirar de tramitação o projeto e fazer uma redação mais clara.

Estou à disposição de todos para quaisquer esclarecimentos.

Não faço politicagem, faço representação de classe.


Abraço a todos.


Deputado Cabo Julio
Vice Líder do Governo
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

18 comentários:

Anônimo disse...

Caro Deputado, acho que já passou da hora de começar a discussão salarial, o aumento de 2016 já era pra estar definido, nosso ultimo aumento foi em abril de 2015.

Martins disse...

Parabéns Deputado. Isso é representatividade.

Angelo Silva disse...

Caro Deputado, sou técnico administrativo da PC por favor gostaria do seu empenho nessa PL. Para nos que ganhamos esses valores faz muita falta.
Desde já agradeço.

hebertga@hotmail.com disse...

Prezado Deputado, sei de seu engajamento em prol da categoria de segurança pública em nosso Estado mas, com todo o respeito, dizer que vai propor a retirada para posterior ajustes na redação do projeto de lei do VA e VT do funcionalismo é um sacrilégio! Me desculpe sugiro que lute e vote pela sua aprovação e depois proponha emendas, outro projeto específico para os policiais ou algo assim! Sinceramente faz muitos anos que esperamos por este benefício e não seria justo com servidores que assim como eu não ganham nem perto dos mesmos R$4.ooo,oo e poucos que o senhor mesmo usou no seu argumento.

Anônimo disse...

Sou PM e quero já informações a respeito do aumento e não reajuste. Será que político visita com freqüência os mercados, as padarias, as farmácias, aluguéis, entre tantas despesas. Discuta já o AUMENTO e REAL. Basta de balela, que o Estado está quebrado, herança do PSDB, MENTIRA, isso é papo pra boi dormir. AUMENTO REAL E JÁ. No mínimo 40%.

Anônimo disse...

É isso a DP cabo julio concordo com seu pensamento queremos é aumento de salário e não penduricalhos.

Cleber Marcos disse...

Concordo plenamente com que o amigo disse acima

Anônimo disse...

Eu acho que nossos representantes deveriam para de briga de vaidade e pensar na nossa classe, porque se não nos representarem bem podemos troca-los por outros. O aumento de salário já deveria estar definido mas ficam com guerrinhas infantis que não levam a nada e quem está perdendo somos nós que os elegemos.

Wesley Ferreira Santos disse...

Concordo plenamente com o nobre deputado! Não quero penduricalhos em meus vencimentos! Quero
salário digno é justo não só para mim! Mas para toda a segurança pública de Minas Gerais!Já está na hora de começarmos as negociações entre o Estado e as Entidades de Classe para a nosso
REAJUSTE SALARIAL!

Anônimo disse...

infelizmente o deputado cabo julio não está conseguindo nada para a classe, já se passou um ano e o discurso e o mesmo que o estado está quebrado e nao tem recursos, o deputado sgt rodrigues nunca foi vice lider do governo, mas sempre conseguiu importantes vitorias,nada de aumento de salario, e a inflacao esta a 10% no acumulado dos ultimos 12 meses

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo. Questão salarial é prioridade. Mas desse governo ai, se vier mais de um dígito, será muito.

Anônimo disse...

É isso aí Deputado foi para isso que eu familiares e amigos votamos para vc , confiamos no sr como nosso fiel e escudeiro representante da classe.

Thiago Santos disse...

É isso aí Deputado foi para isso que eu familiares e amigos votamos para vc , confiamos no sr como nosso fiel e escudeiro representante da classe.

Anônimo disse...

Sr Deputado,concordo quanto aos penduricalhos no vencimento policial; a Polícia Rodoviária Federal,segundo informação,ao aposentar os 40% de insalubridade é retirado de seu vencimento;por isso, que os quais trabalham até aos 75 anos para não perder tal penduricalho.

João disse...

Sr Deputado! na minha visão já passou da hora de traçar um planejamento para reajuste salarial, porquê, se deixar do jeito que está iremos ficar 4 anos sem reajuste.

Anônimo disse...

Que curioso Deputado! Você disse que estava negociando a inclusão da segurança pública para receber o vale refeição. Me permita copiar um trecho de postagem sua:

Auxílio-refeição: ficaram de fora PM, PC e Corpo de Bombeiros. Estou negociando a inclusão com o governo.
Read more at http://blogdocabojulio.blogspot.com/2015/12/esclarecimentos-sobre-o-projeto-que.html#EyrlGwmtU8bmS4gE.99

Agora vai retirar o projeto para ser somente dos servidores que ganham baixa remuneração?
Creio que o Deputado entrou em contradição, disse que negociava a inclusão e, em menos de uma semana, posta esse lindo texto explicando que vai retirar o projeto, mas deu para concluir que o próximo projeto também não vai contemplar quem trabalha na segurança pública, afinal esses servidores são diferentes, como o Sr. mesmo mencionou, não devem passar fome!!!

Anônimo disse...

Parabéns Caro companheiro CABO JÚLIO. Transparência é isso, cortar "boatos, peixes e falatórios infundados" logo na raiz, antes de se fortaleçam visando desestabilizar a tranquilidade do Público Interno. Gente querendo nos derrubar lá fora já tem bastante. Que tenhamos sua mesma posição, pois PM tem que se unir a PM em todos os aspectos, visto que inimigos já temos de sobra na atual sociedade hipócrita e decaída.
Quanto a próxima discussão salarial, estejamos certos que estamos bem representados para 2016 e no momento oportuno será dada mais um passo a nossa merecida valorização.
Obrigado e um abraço.

Anônimo disse...

Como ja disseram ai e vou repertir.2016 ja esta em nossa porta e ate agora nada de politica salarial para nos.Apenas o jogo de ameaca do governo c uma retorica que so irrita qualquer um que raciocina.Esta na hora do sr mostrar a quem representa, se somos nos pms ou se e o governo do pt.pois quem elegeu o sr foi nos e nao a bancada do pt.e atras de morro vem morro