O que você procura?

quarta-feira, 30 de março de 2016

BIOS – BOMBEIRO INSTRUMENTAL ORQUESTRA SHOW COMPLETA 5 ANOS ALIANDO TALENTO À MISSÃO DE SALVAR

CTS - Bios 5 anos title=Talento aliado à missão de salvar. Juntos, os dois ingredientes formam a essência da Bombeiro Instrumental Orquestra Show (BIOS) que completa, nesta segunda-feira (28), cinco anos de criação. Juntos, os músicos percorrem todo o estado levando alegria, encantando jovens e adultos e ensinando a prevenir acidentes.

“A BIOS é um instrumento de prevenção a acidentes. Este é o nosso carro-chefe”, explica o Sargento Gilberto Santana, saxofonista e que está na orquestra desde a sua primeira formação. Segundo ele, o trabalho da BIOS é uma forma de levar o Corpo de Bombeiros às localidades onde ainda não há a presença de Unidades da corporação. Ele dá o exemplo da cidade de Guaxupé, no Sul de Minas, onde os músicos se apresentaram antes mesmo que a cidade tivesse um Pelotão inaugurado. Na época, a população que foi assistir ao show recebeu, além de boa música, dicas valiosas sobre como evitar acidentes domésticos e nas estradas.

As apresentações são gratuitas e realizadas em locais como asilos, creches, hospitais e eventos culturais. No repertório, a música instrumental é entremeada com as dicas preventivas que são divulgadas pela própria plateia entre os familiares e amigos. As redes sociais da corporação também potencializam o trabalho dos 14 integrantes que atuam como solistas e possuem formação erudita ou popular.

Todos os músicos se apresentam fardados. Além do grande fascínio exercido pela figura do bombeiro junto à plateia (segundo dados do Ibope, os Corpos de Bombeiros são as instituições de maior credibilidade entre a população), o repertório resgata clássicos da música nacional e estrangeira, como o tema do filme Missão Impossível. De acordo com o sargento Santana, a música reproduz fielmente o trabalho da corporação. “ A música relembra as mais diversas situações vividas pelo Corpo de Bombeiros, mas no final há sempre o êxito da missão”, avalia.

Para 2016, a BIOS tem planos de aumentar a visibilidade do trabalho dos bombeiros músicos. Uma das metas é levar a musicalidade da orquestra a mais pessoas, em mais municípios. A intenção é também realizar mais apresentações em escolas sensibilizando o público infantil para a importância da prevenção. “Temos tido bons resultados”, explica o Sargento Santana. Dentre as muitas apresentações, uma é lembrada com carinho pelo grupo, na cidade de Capinópolis, no Triângulo Mineiro. A apresentação feita para alunos de uma escola pública, tornou-se a base para um projeto de atitudes preventivas, desenvolvido pela instituição. “Foi um feedback do nosso trabalho, um efeito multiplicador. Esta também é uma forma de prevenir acidentes”, finaliza o Sargento Santana.

A orquestra

A palavra BIO é um termo universal que significa vida, daí a associação entre o termo e o nome da orquestra de profissionais que salvam vidas. Distribuídos em saxofones, trompetes, trombones, guitarra, baixo, teclado, bateria e percussão, os músicos da BIOS fazem da diversidade de estilos uma marca registrada.

Quem tem a oportunidade de assistir a uma apresentação, confere um show que mistura música instrumental, formação cultural, dicas de saúde e, principalmente, dicas de prevenção. A tônica do grupo é resgatar o valor da música instrumental nos mais diversos estilos, promovendo a inclusão cultural de crianças, jovens e adultos.

FONTE: CBMMG
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

Anônimo disse...


deputado cabo julio fica calado quando o assunto é promoção de 1 sargento para sub tenente, estamos vendo mais um ano de tristeza e decepção, estamos vivendo o momento crítico do abandono e da desilusão. promoção de 1 sargento para sub tenente, virou uma ilusão na PMMG, nós trabalhamos tanto, esperamos mais de 25 anos para ter uma promoção a sub tenente, e no final nós 1 sargentos nos decepcionamos.

Anônimo disse...

Deputado cabo julio esta sabendo disso ...?

O Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, do PT, vai assinar acordo com a União, onde os únicos prejudicados serão os servidores públicos. Analise as medidas para a assinatura:

1 - A proibição de concessão de novos aumentos salariais para os servidores estaduais por pelo menos 2 anos (os servidores da segurança pública ficarão 3 ANOS sem reajuste: ativos, inativos e pensionistas).

2 - O estado não poderá nomear novos servidores, exceto para reposição de aposentados e falecidos (os efetivos dos agentes penitenciários e socioeducativos, Polícia Civil, Militar e Bombeiros, não irão aumentar). SE PREPAREM PARA TRABALHAR DOBRADO!

Outras exigências feitas pelo governo federal são:

A aprovação de uma Lei de Responsabilidade Fiscal pelos Estados;

Instituição de um regime de previdência complementar para os servidores estaduais;

Aumento gradual, de 11% para 14%, na contribuição previdenciária paga por esses servidores.