O que você procura?

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

ADOLESCENTE É APREENDIDA AO DESACATAR PM EM PROTESTO NA DUTRA LADEIRA

Houve tumulto entre manifestantes e motoristas que tentaram furar bloqueio

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida por desacatar um sargento da polícia militar durante um protesto feito por parentes de detentos em frente à penitenciária Dutra Ladeira, na rodovia LMG-806, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta terça-feira (17). Os familiares estão na porta da unidade prisional em busca de informações sobre o estado dos presos que se rebelaram na noite dessa segunda (16).

Impaciente com a espera de informações, um grupo de cerca de 15 mulheres fechou a rodovia, no sentido Belo Horizonte, formando uma barricada com cones. Apesar de a pista ter ficado totalmente bloqueada, não houve impacto no trânsito, uma vez que viaturas da Polícia Militar (PM) chegaram rapidamente e dispersaram o protesto, que durou menos de 10 minutos.

Antes, porém, houve tumulto entre manifestantes e motoristas que tentaram furar o bloqueio. Uma criança, de quatro anos, quase foi atropelada por um motorista de um Fiat Uno. "Não tenho culpa do que acontece aqui, o motorista quase tirou a vida do meu filho para se fazer de valentão para mulheres", comentou a dona de casa Ana Rosa Guimarães, de 44 anos. Ela voltava do serviço com a criança quando se deparou com a confusão.

Apreensão

No momento em que os militares do 40º Batalhão da PM chegaram para conter os manifestantes, os ânimos, que já estavam exaltados, se inflaram ainda mais. Com palavras de ordem, as mulheres exigiam informações sobre os presos, enquanto os policiais desmontavam a barricada de cones.
Foi então que uma adolescente de 16 anos foi contida por um sargento quando gritou palavrões. Ao notar que a filha havia sido algemada, a mãe da adolescente, que não participou do protesto, mas estava na porta da penitenciária, se apresentou para acompanhar a filha.

As duas foram para uma Delegacia de Plantão da Polícia Civil.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: