O que você procura?

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

GOVERNO ORIENTA AGENTES A REFORÇAR A PRÓPRIA SEGURANÇA

Memorando foi divulgado depois de rebelião na Dutra Ladeira e ameaças via WhatsApp

O governo do Estado orientou os agentes penitenciários, ameaçados após rebelião na Penitenciária Dutra Ladeira, a esconderem sua profissão. O memorando com a recomendação, distribuído pela Assessoria de Informação e Inteligência da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), é de terça-feira (17), um dia após o motim na unidade de Ribeirão das Neves e data em que começaram a circular pelo WhatsApp mensagens com ameaças. Enquanto a categoria cobra ações mais incisivas do poder público, o Estado informou que “está apurando as circunstâncias de todos os áudios e vídeos gravados supostamente dentro de uma unidade prisional e que circularam nas redes sociais”.

Entre as orientações estão a de não usar nenhuma peça do uniforme no trajeto entre a casa e o trabalho e a de optar por rotas alternativas. Além disso, o agente deve evitar postagens nas redes sociais que remetam à profissão e manter o alerta em dias de folga e em eventos sociais. O registro de um boletim de ocorrência e a comunicação imediata à assessoria de inteligência no caso de qualquer fato que fuja à normalidade também fazem parte das recomendações vindas do governo.

No documento, a justificativa para as orientações é o atual cenário de crise no sistema prisional do país. O texto ainda informa que os cuidados devem ser redobrados nas regiões onde há “atuação de organizações criminosas intra e extramuros”. A mesma recomendação havia sido publicada no dia 6, mas voltada exclusivamente para os agentes que atuam nas regiões do Triângulo e do Alto Paranaíba. Como O TEMPO mostrou ao longo da semana, a organização criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) domina os presídios das duas regiões, e seus líderes são apontados como mandantes dos assassinatos de três agentes nos últimos dois anos.

O governo salientou, no entanto, que as recomendações para que os agentes penitenciários mantenham a profissão em sigilo “são antigas e, eventualmente, reiteradas a todos os agentes de segurança penitenciários” e que não se trata de um “caso excepcional”.

Estado promete reativar ônibus para servidores

Os agentes penitenciários cobram ações de proteção práticas por parte do governo. Uma delas é a reativação do ônibus especial para transporte dos servidores até o trabalho na Nelson Hungria, em Contagem, suspenso em novembro. “Trabalhamos na unidade com os presos mais perigosos do Estado e não contamos mais com o ônibus que nos dava mais segurança. Quando havia ameaças, ele era escoltado. Temos que andar no coletivo comum, junto com os familiares dos presos”, queixou-se um agente.

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que o ônibus era subutilizado, mas que, mesmo assim, vai reativar o serviço. As unidades de Ribeirão das Neves e São Joaquim de Bicas, também na região metropolitana, seguem com o serviço. (BM)

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

Anônimo disse...

Realmente isto é uma vergonha ter que esconder de sua própria profissão. Este é o resultado de Proteger bandidos.

Anônimo disse...

Senta o dedo no primeiro que ameaçar a sua vida ou a segurança da sua família.

Anônimo disse...

CABO JULIO - SEI QUE NAO ESTA MAIS NA BASE DO GOVERNO , MAIS SEI QUE SEU NOME E SUA DIGNIDADE AINDA E MUITO FORTE JUNTO AO GOVERNO, FAÇA UMA FORÇA PRA TENTAR ACELERAR MAIS O PROCESSO DO CONCURSO 08/13, VEMOS A NECESSIDADE DE MAIS PROFISIONAIS, PRECISAMOS DE MAIS CELERIDADE, ANTES QUE O CAUS SE INSTALE TB EM MINAS GERAIS. MUITO OBRIGADO

Anônimo disse...

Estado omisso tira o transporte de servidores de base, que trabalham em um lugares longe perigoso, enquanto a diretoria tem carros oficiais e escoltas o tempo todo sem precisar conviver com os bandidos. servidores estão abandonados a propia sorte onde esta a comissão carceraria do estado vai esperar virar alcaçuz? ou acontecer alguma coisa com um agente indo pro trabalho?

Anônimo disse...

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que o ônibus era subutilizado.
Deviam explicar como isso é possível? um onibus que viajava cheio de servidores com linha e pontos determinados? a corda sempre arrebenta do lado mais fraco.

Anônimo disse...

CABO JULIO VC ANDA SUMIDO , OS COMENTÁRIOS QUE SÃO POSTADOS NÃO APARECEM MAIS, ONDE ESTAO AS 1440 NOMEAÇÕES DO CONCURSO 08/13? ESTAO DIZENDO QUE O SENHOR E MENTIROSO QUE SERA SO 720? E AGORA VC TEM ALGO A DIZER , OU VAI FICAR COMO MENTIROSO??? PUBLICA ISSO AQUI!!!!!!