O que você procura?

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

NOVAS BASES MÓVEIS DA PM EM 86 ÁREAS DE PATRULHAMENTO EM BH

Resultado de imagem para NOVAS BASES MÓVEIS DA PM EM 86 ÁREAS DE PATRULHAMENTO EM BHAnúncio foi feito nesta segunda-feira; efetivo que atua em BH contará com reforço de mais 500 militares

Belo Horizonte receberá uma base comunitária de segurança para cada uma das 86 áreas de patrulhamento da cidade. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (23) pelo governador Fernando Pimentel (PT).

Atualmente, existem cerca de 20 bases na capital. Com o anúncio, todas as 86 áreas de patrulhamento da cidade contarão com a estrutura, composta por uma van, que pode se deslocar e se posicionar nos locais indicados, e por quatro policiais, sendo dois com motocicletas.

"Essas bases terão equipamentos conectados com a central de atendimento de uma forma que vai agilizar os atendimentos de ocorrências. E esse sistema de setorização da cidade para o patrulhamento será compartilhado com a Guarda Municipal. Todo o esforço que estamos fazendo é para colocar mais policiais na rua", explicou o governador.

O policiamento será garantido com o aumento de 500 policiais no efetivo que atua em Belo Horizonte. Eles fazem parte da turma de 1000 militares que se formaram na semana passada. Os demais serão destinados para cidades da região metropolitana e interior do Estado.

O prefeito Alexandre Kalil, que se reuniu com o governador na manhã desta segunda, comemorou a nova política adotada. "Não existe melhoria da segurança pública sem apoio do governo do Estado. O governador entendeu que a situação da segurança em Belo Horizonte precisa ser olhada com carinho e vamos trabalhar nesses próximos quatro anos de forma integrada para melhorar a segurança", disse. Segundo Kalil, Belo Horizonte terá agora entre 4.600 e 4.800 policiais.

As bases comunitárias começarão a funcionar nos próximos meses. A estratégia visa reduzir a ocorrência de crimes de roubo, que tiveram alta 22% em 2015, e de 10% em 2016, na comparação com os anos anteriores.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: