O que você procura?

quinta-feira, 16 de março de 2017

POLÍCIA DE CARATINGA PRENDE SUSPEITOS DE ROUBO A POSTO DE COMBUSTÍVEL

Polícia de Caratinga prende suspeitos de grande roubo a postoNa ocasião, os suspeitos teriam levado R$ 48 mil do comércio de Santa Bárbara

A Polícia Civil, em Caratinga, na Zona da Mata, realizou, na manhã desta quarta-feira (15), a operação Xeque-Mate com o objetivo de cumprir três mandados de prisão preventiva. Foram presos um suspeito de 26 anos, outro de 30 e um de 44.

Os três são suspeitos de praticarem um roubo a um posto de gasolina na cidade de Santa Bárbara do Leste, no dia 6 de fevereiro deste ano. Na ocasião, os suspeitos teriam levado a quantia de R$ 48 mil.

Durante as investigações, coordenadas pelo delegado Almir Lugon, foi realizado um trabalho de monitoramento prévio de investigados contumazes na prática de roubos, principalmente, os que recentemente saíram do presídio, como o caso de Raphael Wagner. Facilitando, assim, a colheita das provas em relação à participação dos investigados no crime.

A equipe também apurou que o investigado de 44 anos emprestava, alugava e vendia armas para diversos roubos praticados na região, sendo possível identificar, na ação criminosa do posto de gasolina, que Cascão cedeu a arma para o roubo e recebia parte da quantia a título de “aluguel”.

Os investigados de 26 e 30 anos possuem vários registros de prática de roubos e o suspeito de 44 vários registros de crimes envolvendo posse, venda e porte ilegal de arma de fogo.

O delegado Almir Lugon salientou o grande empenho nas investigações do crime. “A Polícia Civil empreenderá todos os esforços para proteger a sociedade fazendo com que tais indivíduos retornem ao cárcere. Ademais, a grande quantia subtraída no roubo configura uma “vitória do crime”, devendo receber um combate à altura para que os criminosos saibam que, ainda que consigam a subtração de altos valores, a Polícia Civil estará atenta para a recuperação dos mesmos e para a punição exemplar, mostrando que o caminho do crime nunca será compensatório”, enfatizou.

A operação policial recebeu o nome de “Xeque Mate” porque a equipe de crimes patrimoniais da Polícia Civil de Caratinga decidiu pela estratégia de monitorar previamente alvos em potencial de roubos. Sendo, dessa forma, mais viável a apuração do crime, considerando ainda que os criminosos já estavam sendo monitorados quando o crime aconteceu. Ou seja, o fato da Polícia Civil estar a um passo à frente dos investigados facilitou o “xeque mate” da apuração do crime e das prisões.

O delegado Almir Lugon atribuiu o sucesso da apuração à equipe de investigadores que se empenharam em monitorar previamente e pacientemente autores de roubos em potencial. Além do monitoramento, feito pela equipe, do investigado de 44 anos que aparecia como fornecedor de armas em diversos roubos que ocorreram na região.

Dos materiais apreendidos, estão três armas de fogo, um Corsa, um Gol sendo ambos os veículos adquiridos com o dinheiro do roubo. Participaram da ação vinte policiais civis e dois militares.

FONTE: O TEMPO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: